Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Serralves submete candidatura para Casa do Cinema Manoel de Oliveira

A Fundação de Serralves, no Porto, submeteu candidatura a fundos comunitários para a concretização do projeto da Casa do Cinema Manoel de Oliveira, assinado pelo arquiteto Siza Vieira, com um montante total elegível de 2,5 milhões de euros.

Serralves submete candidatura para Casa do Cinema Manoel de Oliveira

A candidatura foi enviada na quinta-feira, último dia do mês de março e último dia do prazo para a sua apresentação no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, confirmou hoje fonte oficial da instituição.

De acordo com o aviso do concurso, "a taxa máxima de cofinanciamento FEDER aplicável a cada operação a apoiar no âmbito do presente aviso é de 85%".

Em abril do ano passado, aquando da morte do cineasta, o então presidente da Fundação de Serralves, Braga da Cruz, garantiu que a instalação da Casa do Cinema Manoel de Oliveira no parque dependia apenas de fundos comunitários e da abertura das candidaturas ao programa operacional regional Norte 2020.

"O que posso dizer é que mal haja uma abertura de candidaturas, a nossa será a primeira a entrar", adiantou então à Lusa Luís Braga da Cruz, segundo o qual "o projeto de execução está concluído, está aprovado pela Câmara Municipal do Porto, não levanta objeções de qualquer outra natureza, portanto só há que acolher o projeto na candidatura ao Programa Regional do Norte do Portugal 2020".

Meses antes, em janeiro, a diretora do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Suzanne Cotter, afirmou, em entrevista à Lusa, que já estavam na posse do arquivo e que estavam a fazer a sua inventariação.

"Estamos a trabalhar na obtenção de financiamento. Está a avançar de forma confiante e clara", disse Cotter há mais de um ano.

Em novembro de 2013, a Fundação de Serralves, a então secretaria de Estado da Cultura e o realizador Manoel de Oliveira assinaram um protocolo para a construção da Casa do Cinema Manoel de Oliveira.

O espaço previsto para acolher o espólio do realizador será dotado de um anfiteatro e de um local para exposições e vai ser erguido no extremo nordeste do Parque de Serralves, com um projeto do arquiteto Siza Vieira que aproveitará a antiga garagem do conde de Vizela.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório