Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Madeira cria Museu do Romantismo em quinta onde viveu imperador

O Governo Regional da Madeira vai criar o "Museu do Romantismo da Quinta do Monte", no local onde, no início do século XX, viveu o Imperador da Áustria.

Madeira cria Museu do Romantismo em quinta onde viveu imperador
Notícias ao Minuto

09:20 - 13/03/16 por Lusa

Cultura Iniciativa

O Governo Regional da Madeira vai criar o Museu do Romantismo da Quinta do Monte, no local onde, no início do século XX, viveu o Imperador da Áustria.

"Vamos assumir a gestão e a ideia será, no edifício principal, fazermos um núcleo do Romantismo que é da natureza intrínseca do Monte e onde vamos fazer uma evocação de algumas personalidades que visitaram a Madeira e, também, do próprio Imperador Carlos da Áustria", disse o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

A Quinta do Monte, ou Quinta Jardins do Imperador, localiza-se no Sítio do Pico, Funchal, e foi adquirida pelo Governo Regional em 1982. Na altura, era intenção do executivo madeirense instalar ali a Universidade da Madeira, o que nunca viria a acontecer.

Em 2003, foi outorgado entre a região e uma sociedade comercial o contrato de concessão para reconstrução e exploração da ‘Quinta do Monte’, com o espaço a ser alvo de um projeto de recuperação, sobretudo ao nível dos jardins.

No entanto, devido a incumprimentos em outras áreas de intervenção contratualizadas, o Governo Regional alegou que o contrato não estava a ser cumprido e recorreu aos tribunais.

"A propriedade da Quinta do Monte voltou para a região, tendo existido a cessação do arrendamento", explicou Miguel Albuquerque, ressalvando, contudo, ter existido "um trabalho importante que foi feito pelos antigos arrendatários", aos quais irão ser pagos 826 mil euros, já que houve "investimentos muito importantes na recuperação dos percursos e dos jardins, que estavam completamente degradados".

O projeto em elaboração irá ter em conta "a recuperação da casa", que deverá "ter custos bastantes elevados, já que tem de ser uma recuperação cuidada, uma vez que é um edifício com características históricas", sendo que é objetivo do governante poder avançar com a obra, "logo que houver verba disponível".

A Quinta do Monte é hoje conhecida, também, como Quinta Jardins do Imperador, uma das quintas mais emblemáticas da Madeira, pelo facto de aí ter residido e morrido o Imperador, e hoje beato, Carlos da Áustria, após o seu exílio na Madeira, em 1921.

A quinta foi mandada construir por James Webster Gordon no segundo quartel do século XIX e, já em 1851, o seu irmão melhorou a propriedade.

Murou-a, construiu o jardim e a torre Malakoff, uma "elegante construção de planta circular". O jardim e a torre relembram a guerra da Crimeia, então na memória da sociedade inglesa.

O espaço mudou frequentemente de proprietário, sendo que o último foi o banqueiro Rocha Machado, que a adquiriu em 1899.

Além de ter servido de residência ao Imperador da Áustria, outras figuras ilustres fazem parte da história: em 1901, os reis de Portugal, D. Carlos e D. Amélia, estiveram no local, bem como, em outubro de 1922, os aviadores Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório