Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 5º MÁX 11º

Edição

Agnès Varda vai receber Palma de Ouro de carreira

A realizadora belga Agnès Varda vai ser distinguida com a Palma de Ouro de carreira do Festival de Cinema de Cannes, que decorre este mês em França, tornando-se na primeira mulher a receber aquele galardão, foi hoje anunciado.

Agnès Varda vai receber Palma de Ouro de carreira

De acordo com informação disponibilizada no 'site' oficial do certame, antes de Agnès Varda, apenas os realizadores Woody Allen, em 2002, Clint Eastwood, em 2009, e Bernardo Bertolucci, em 2011, receberam esta "suprema distinção" atribuída pela direção do festival.

O prémio distingue "realizadores de renome cujas obras atingiram um impacto global, mas nunca venceram a Palma de Ouro".

A longa carreira da realizadora belga, de 86 anos, começou em 1954, com "La pointe courte", nos primórdios do movimento cinematográfico Nouvelle Vague.

A sua filmografia inclui "Vagabond" ["Sem Eira nem Beira"], que venceu o Leão de Ouro no Festival de Veneza, em 1985, filme sobre a vida do seu marido, falecido em 1990, o realizador Jacques Demy. A sua mais recente longa-metragem, "As Praias de Agnès", data de 2008.

No 'site' do Festival de Cannes, Agnès Varda é descrita como "figura emblemática e artista como nenhuma outra" que "serve de modelo para as gerações mais novas".

A 68ª edição do Festival de Cannes decorrerá de quarta-feira até 24 de maio e a abertura será com "La Tête Haute", da realizadora Emmanuelle Bercott, fora de competição.

Nani Moretti, Gus Van Sant, Jacques Audiard e Todd Haynes são alguns dos realizadores que terão filmes em competição.

Da lista de filmes a competição fazem parte "Dheepan", de Jacques Audiard, "A tale of tales", de Matteo Garrone, o realizador de "Gomorra" que já foi premiado em Cannes.

Todd Haynes apresentará "Carol", sobre o relacionamento entre duas mulheres, nos Estados Unidos nos anos 1950, e Hsiao-Hsien Hou, presença regular em Cannes, mostrará "The Assassin".

O realizador italiano Nani Moretti, Palma d'Ouro em 2001 com o drama "O quarto do filho", está de volta ao festival francês com "Mia Madre". O conterrâneo Paolo Sorrentino competirá com "Youth".

Gus Van Sant, que em 2003 foi eleito o melhor realizador com "Elefante", terá "The sea of trees".

"The lobster", com Colin Farrell e Rachel Weiz, do grego Yorgos Lanthimos, autor de "Canino", e "Louder than bombs", de Joachim Trier, também foram escolhidos.

O júri que decidirá a Palma d'Ouro é presidido pelos irmãos Joel e Ethan Coen. A secção "Un Certain Regard" terá como presidente júri a atriz Isabella Rossellini e a "Cinéfondation" será presidida pelo realizador Abderrahmane Sissako.

"As Mil e Uma Noites", o novo filme do cineasta português Miguel Gomes, foi selecionado para ser exibido na Quinzena dos Realizadores, uma secção paralela do certame, para a qual foi também selecionada a curta-metragem "Provas, Exorcismos", de Susana Nobre.

A produtora portuguesa Joana Ferreira, da C.R.I.M. Produções, participará no encontro de produtores europeus de cinema "Producers on the move", no âmbito do Festival Internacional de Cinema de Cannes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório