Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
32º
MIN 20º MÁX 38º

Terceiro trimestre da Capital Portuguesa da Cultura com 21 estreias

O terceiro trimestre de Aveiro como Capital Portuguesa da Cultura tem como tema a "Cultura e Sustentabilidade" e contempla cerca de 400 eventos, incluindo 21 estreias, anunciou hoje a organização.

Terceiro trimestre da Capital Portuguesa da Cultura com 21 estreias
Notícias ao Minuto

15:13 - 12/06/24 por Lusa

Cultura Aveiro

Aveiro, 12 jun 2024 (Lusa) -- O terceiro trimestre de Aveiro como Capital Portuguesa da Cultura tem como tema a "Cultura e Sustentabilidade" e contempla cerca de 400 eventos, incluindo 21 estreias, anunciou hoje a organização.

Durante a apresentação da programação para o terceiro trimestre, o coordenador da Aveiro 2024, José Pina, disse que este período "foca-se na sustentabilidade", adiantando que pretendem "trazer para cima do debate e da discussão este tema tão amplo que vai desde as questões ambientais, às questões das comunidades e dos territórios".

A programação para os meses de julho a setembro inclui 12 eventos realizados em parceria com vários municípios da região de Aveiro e cinco eventos que foram feitos propositadamente para Aveiro 2024 -- Capital Portuguesa da Cultura, para além do Festival dos Canais (de 17 a 21 de julho) e do Festival Dunas de São Jacinto (de 23 a 25 de agosto).

Nos próximos meses, haverá um conjunto de ofertas culturais nas áreas da música, teatro de rua, performance e circo contemporâneo que vão marcar todos os fins de semana no mês de agosto e até ao início de setembro.

Na música, o destaque vai para um concerto que irá juntar no mesmo palco o músico brasileiro Castello Branco, a portuguesa Cátia Oliveira, mais conhecida como A Garota Não e dois projetos da comunidade local, que terá lugar a 17 de julho no Cais da Fonte Nova.

"Vai ser um momento marcante não só pelo seu lado diferenciador, mas também pela envolvência que vai criar", disse José Pina, adiantando que será um concerto "único e irrepetível".

Estão ainda previstos concertos com Resistência (18 de julho), Mariza (21 de julho), The Gift (02 de agosto), Marisa Liz (23 de agosto), HMB (24 de agosto) e Delfins (25 de agosto).

Ao nível dos espetáculos de rua, José Pina destacou o projeto "ACQUA FORTE -- A fantasmagoria on the water", da companhia francesa Ilotopie, que terá lugar no dia 20 de julho, no Cais da Fonte Nova.

"É um projeto absolutamente imperdível, esteticamente belíssimo, com uma dinâmica muito forte e que vai valorizar este lençol de água que nos caracteriza muito em Aveiro", disse José Pina.

A programação inclui ainda uma exposição de obras da Coleção de Arte Contemporânea do Estado, de 13 de julho a 22 de setembro, no Museu de Aveiro.

Na mesma ocasião o presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves, fez um balanço "muito positivo" dos primeiros cinco meses de Aveiro 2024, afirmando que "a adesão é crescente".

"Em termos de dormidas, visitas a museus e a lojas, estamos com um valor 20% a 30% acima de 2023, que foi um ano recorde", vincou o autarca.

Leia Também: Artes de rua são protagonistas em festival na Covilhã durante três dias

Recomendados para si

;
Campo obrigatório