Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 22º

ICA quer cinema de animação a crescer nos próximos anos

O Instituto do Cinema e Audiovisual quer que o cinema português de animação cresça nos próximos anos, mas há uma avaliação a fazer no âmbito do novo plano estratégico, disse hoje à Lusa a vice-presidente do ICA, Anick Bilreiro.

ICA quer cinema de animação a crescer nos próximos anos
Notícias ao Minuto

00:03 - 12/06/24 por Lusa

Cultura Cinema

Portugal é o país convidado no Festival de Cinema de Animação em Annecy, o que levou o ICA a ter, pela primeira vez, um espaço próprio de divulgação no mercado do filme (uma das vertentes mais importantes do evento) e a assegurar a presença de uma programação extensa, com a presença de produtores e realizadores.

À margem de uma recepção organizada para a delegação portuguesa, hoje em Annecy, Anick Bilreiro disse que "desde há cincos anos, o financiamento direto para a animação aumentou 54%. Uu seja, há uma aposta clara do ICA na animação".

"Nós pretendemos que a animação cresça e se torne uma indústria. A oportunidade de estarmos aqui como país de honra faz parte da estratégia do ICA em apostar no setor da animação", disse.

Questionada sobre se a presença oficial do ICA em Annecy é para manter nos próximos anos, tal como acontece nos festivais de Cannes e Berlim, a responsável do ICA disse que haverá uma avaliação no final do festival.

Sobre uma medida já pedida publicamente por vários produtores para que o apoio financeiro à produção de longas-metragens (atualmente de um milhão de euros) passe de bienal a anual, Anick Bilreiro respondeu novamente que está a ser avaliado, "até no âmbito do plano estratégico".

Este plano estratégico, relativo a 2024-2028 e que pretende responder a várias mudanças no setor, foi aprovado e homologado pelo anterior ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, do governo socialista de António Costa, mas a palavra final para a sua aplicação cabe agora à atual ministra da Cultura, Dalila Rodrigues, do governo liderado pelo social-democrata Luís Montenegro, que tomou posse em abril.

Em Annecy, na recepção à delegação portuguesa estiveram presentes o diretor artístico do festival, Marcel Jean, o presidente da câmara municipal, François Astrog, o embaixador de Portugal em França, José Augusto Duarte, e várias pessoas que fazem hoje o cinema de animação português.

A realizadora Regina Pessoa, que tem uma longa ligação afetiva ao festival e é uma das personalidades em destaque este ano, aproveitou a recepção de hoje para "puxar as orelhas" - a expressão foi sublinhada por ela - ao ICA por nunca ter estado presente oficialmente no festival.

"Sabemos que o cinema de animação é importante para o cinema português e espero que seja a primeira edição de um novo hábito de vir cá todos os anos", disse a realizadora, num curto discurso depois de ter sido homenageada.

O Festival de Cinema de Animação de Annecy termina no sábado.

Leia Também: Cinemas com piores resultados nos últimos 10 anos (com pandemia à parte)

Recomendados para si

;
Campo obrigatório