Meteorologia

  • 23 JUNHO 2024
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 29º

Músico Richard M. Sherman que compôs para a Disney morreu aos 95 anos

O compositor norte-americano Richard M. Sherman, que com o irmão Robert Sherman criou dezenas de bandas sonoras para filmes, incluindo "Mary Poppins" e "O livro da Selva", morreu no sábado aos 95 anos, em Los Angeles, Califórnia.

Músico Richard M. Sherman que compôs para a Disney morreu aos 95 anos
Notícias ao Minuto

19:28 - 26/05/24 por Lusa

Cultura Richard M. Sherman

"Gerações de cinéfilos e visitantes de parques temáticos foram apresentados ao mundo Disney através das magníficas e intemporais canções dos irmãos Sherman. Ainda hoje o trabalho da dupla continua a ser voz por excelência da Walt Disney", afirmou a empresa em comunicado divulgado no sábado.

Richard M. Sherman e o irmão Robert Sherman (que morreu em 2012) compuseram algumas das bandas sonoras de infância de milhões de pessoas, lembrou a agência Associated Press, por conta das mais de 150 músicas que fizeram para produções da Disney.

São deles, por exemplo, "Supercalifragilisticexpialidocious" e "Chim Chim Cher-ee", do filme "Mary Poppins" (1964), uma fantasia musical da Disney, que cruzava animação e imagem real, com Julie Andrews e Dick van Dycke, e que valeu aos irmãos Sherman dois Óscares da academia norte-americana.

Também escreveram composições das animações "O livro da Selva" (1967) e de "Os aristogatos" (1970), além de vários filmes de Winnie The Pooh e uma das mais tocadas músicas de sempre, "It's a Small World (After All)", para um parque temático da Disney.

Numa entrevista em 2005 à Associated Press, Richard M. Sherman dizia que trabalhar com o irmão era quase intuitivo, porque o tinham feito desde sempre e tentavam sempre incentivar-se mutuamente.

Sobre o processo criativo, citou ainda um conselho de Walt Disney no início de carreira: "Uma vez ele disse-nos 'Não insultes a criança, não escrevas para ela. E não escrevas apenas para o adulto'. Por isso, nós compusemos para o avô e para o miúdo de quatro anos - e para toda a gente no meio -- e vimos tudo de outra maneira".

A par da composição para cinema, sobretudo nos anos 1960 e 1970, Richard M. Sherman também escreveu para musicais da Broadway.

Leia Também: Meta e a Google querem avançar em IA com ajuda de Hollywood

Recomendados para si

;
Campo obrigatório