Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 26º

Joël Dicker e Jean-Baptiste Andrea na programação da Feira do Livro

Conversas com autores, sessões de autógrafos e lançamentos de livros, de Joël Dicker a Mariana Enriquez, passando por Jeferson Tenório e Jean-Baptiste Andrea, último vencedor do Goncourt, fazem a programação da Feira do Livro de Lisboa deste ano.

Joël Dicker e Jean-Baptiste Andrea na programação da Feira do Livro
Notícias ao Minuto

10:37 - 25/05/24 por Lusa

Cultura Lisboa

A Feira do Livro de Lisboa regressa ao Parque Eduardo VII entre os dias 29 de maio e 16 de junho, com um conjunto de propostas que as editoras criaram para encher esses dias de atividades literárias que vão além da venda de livros.

Todos os anos, uma das principais apostas das editoras é o lançamento de livros durante o evento, se possível com a presença do autor, para conversas com o público ou para autógrafos.

É o caso de Joël Dicker, de quem a Alfaguara vai lançar um novo 'thriller', 'Um animal selvagem', com apresentação de João Tordo, e que estará na feira para uma 'conversa cruzada' com o escritor Javier Castillo.

No mesmo grupo editorial, Penguin Random House Portugal, está também previsto o lançamento de 'O universo das seitas destrutivas', de António Madaleno, e de 'Vingança Mortal', de Bruno M. Franco.

Marcarão presença, para autógrafos e para darem a conhecer os seus novos livros, o escritor brasileiro Jeferson Tenório, que acabou de lançar 'Estela sem deus', e a autora franco-marroquina Leila Slimani, que vai publicar uma novela gráfica, ilustrada por Clément Oubrerie, intitulada 'A incrível vida de Suzanne Noel'.

A Editorial Presença vai aproveitar a feira do livro para lançar os romances 'A Carteira', de Francesca Giannone, um dos livros mais vendidos do ano em Itália, vencedor do Prémio Bancarella, e o sucesso coreano 'Amêndoas', de Won-Pyung Sohn.

Como a feira é também uma oportunidade de relançar obras clássicas e intemporais, a Presença vai apostar em novas edições, com novas traduções de 'O Abutre e Outras Histórias' e 'A Metamorfose', de Franz Kafka, no centenário da morte do autor (3 de junho de 1924), bem como de 'Os Anos', de Virginia Woolf.

A Quetzal vai fazer o lançamento de 'Cadente', romance de estreia de Mário Rufino -- que estará na feira para autógrafos -, escrito num registo poético e confessional, sobre as dores da infância, a juventude e o crescimento, os laços familiares, a velhice e a doença de Alzheimer, um livro incómodo, que teve muito boa apreciação da crítica.

Durante a feira, a Quetzal vai ter também publicar 'A Viagem do Oligarca', do Miguel Szymanski, e 'Um Lugar Luminoso para Gente Sombria', o mais recente da argentina Mariana Enriquez, que apresenta aqui um conjunto de 12 histórias, em que o mal, o macabro, o surreal e o sobrenatural irrompem de realidades quotidianas.

A Contraponto tem programados os lançamentos dos novos livros de Ricardo Costa, 'A Felicidade é Lucrativa', de Sophie Seromenho, 'Basta de Autocrítica', e da Joana Marques, 'Elefante na Sala'.

A Relógio d'Água, que tem sempre grande destaque no topo da feira com vários pavilhões, alguns só dedicados à venda de livros de fundo de catálogo a preços de saldo, vai lançar 'A Morte Eterna', de Liu Cixin, o esperado terceiro volume da trilogia de 'O Passado do Planeta Terra'.

Outros lançamentos da editora previstos para a feira são o mis recente livro de contos de Lydia Davis, 'Os Nossos Desconhecidos', bem como o novo romance de Deborah Levy, 'Azul de Agosto', e 'Canção do Profeta', de Paul Lynch, obra vencedora do Prémio Booker 2023.

Na editora Guerra e Paz, as duas novidades reservadas para a feira são 'Feita e Desfeita', livro da norte-americana Lyla Sage que segue a nova tendência de romances de 'cowboys', e 'A Solidão de Israel', o novo livro de Bernard-Henri Levy, que olha para a 'intensificação do conflito israelo-árabe'.

Quanto aos lançamentos da Tinta-da-china, contam-se vários ao longo dos mais de 15 dias de feira, entre os quais o da coleção 'As Heroínas das Artes', e do seu primeiro volume, 'Irrequieta, Madalena Perdigão', de Catarina Sobral.

'Para Uma História Política da Raça', com a presença do autor, Jean-Frédéric Schaub, 'Rock Rendez Vous -- Uma história em imagens', com o organizador, Luís Carlos Amaro, 'Antologia do Conto Erótico Brasileiro', com a presença da organizadora Eliane Robert Moraes e apresentação de Anabela Mota Ribeiro e Isabel Lucas, são outros dos lançamentos previstos na editora.

Os romances 'A Maior Mulher Moderna do Mundo', de Susan Swan, que estará presente, e 'Miguilim', de João Guimarães Rosa, assim como o livro 'As Melhoras da Morte', de Rui Cardoso Martins, são outros lançamentos em destaque no pavilhão da Tinta-da-China, que também terá uma sessão dedicada à coleção Pererê, de literatura infantil brasileira.

A Porto Editora apresenta 'Velar por Ela', de Jean-Baptiste Andrea, vencedor do Prémio Goncourt, que estará em Portugal para o lançamento do livro, e 'Cor da Pele', de Desirée Bela-Lobedde, entre outros.

Além dos lançamentos, o grupo editorial promove várias conversas, entre as quais com Rafael Gallo, Prémio Literário José Saramago, a partir de 'Dor fantasma', e de 'Alexandre O'Neill. Uma Biografia Literária', de Maria Antónia Oliveira, no âmbito das celebrações do centenário do nascimento do autor.

Na Gradiva, entre os destaques estão a coletânea 'Eduardo antes de ser Lourenço -- textos de juventude', o 'thriller' 'Central Park', de Guillaume Musso, 'Sangue do Meu Sangue', de Michael Cunningham, que estará na feira, uma nova edição de 'Contacto', de Carl Sagan, e uma nova edição de 'Luís de Camões', de António José Saraiva, com prefácio de Ernesto Rodrigues, no âmbito da celebração dos 500 anos do poeta.

No que respeita à banda desenhada, a editora reservou para a ocasião o lançamento de 'O Fotógrafo de Mauthausen', de Salva Rubio, Pedro Colombo e Aintzane Landa, 'A Vida Secreta dos Escritores', de Guillaume Musso e Miles Hyman, e 'Ilíada Vol. 3 -- A Queda de Troia', de Luc Ferry, Didier Poli, Clotilde Bruneau e Pierre Taranzano.

A programação da Leya conta com a apresentação do novo livro de Joana Bértholo, 'Augusta B ou As Jovens Instruídas 80 Anos Depois', e o lançamento do livro 'Carlos Gil. Um Fotógrafo na Revolução', coordenado por Daniel Cortesão Gil, com textos de Adelino Gomes, recentemente reeditado pela Caminho numa edição revista e aumentada nos 50 anos do 25 de Abril.

Outros destaques da Leya passam pelo lançamento do livro 'O Cemitério dos Eternos Prazeres', de Domingos Amaral, e de 'Camões -- Vida e Obra', de Carlos Maria Bobone, com a presença dos autores, e ainda por uma conversa em torno da nova edição atualizada de 'Oriente Próximo', de Alexandra Lucas Coelho, com a autora, com Shadd Wadi e a participação especial de Dima Akram.

O grupo editorial tem, de resto, uma agenda cheia de sessões de autógrafos e de conversas com autores, entre os quais se destacam nomes como Lídia Jorge, Conceição Lima, Ana Paula Tavares, João Melo, Ondjaki, António Jorge Gonçalves, Nuno Artur Silva e Vitor Cardoso, entre muitos outros.

Leia Também: Novo livro de Joana Marques chega às lojas já em junho

Recomendados para si

;
Campo obrigatório