Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 24º

Peça 'Hécuba, não Hécuba' em Lisboa de 9 a 11 de janeiro de 2025

A peça "Hécuba, não Hécuba", com texto e encenação de Tiago Rodrigues, a estrear-se em junho no Festival de Avignon, em França, vai ser apresentada em Portugal de 09 a 11 de janeiro de 2025, confirmou hoje a produção.

Peça 'Hécuba, não Hécuba' em Lisboa de 9 a 11 de janeiro de 2025
Notícias ao Minuto

23:12 - 22/05/24 por Lusa

Cultura Tiago Rodrigues

A peça será representada no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, segundo as datas da digressão por 12 países disponibilizadas à Lusa pela Comédie-Française, coprodutora do espetáculo juntamente com o Festival de Avignon.

Na primeira colaboração com a Comédie-Française, Tiago Rodrigues apropria-se daquela figura da mitologia grega e romana, interpelando o público com uma mistura de perguntas "intemporais da mulher antiga, troiana, com as de uma mulher de hoje, atriz e mãe, envolvida em tormentos semelhantes", lê-se no 'site' do diretor do Festival de Avignon.

Na peça, uma atriz ensaia a peça "Hécuba", de Eurípides, interpretando o papel de viúva de Príamo, personagem que, com a derrota de Troia, perdeu o marido, a liberdade, o trono e quase todos os filhos.

A "tragédia ficcional 'flerta' dolorosamente com a realidade íntima da atriz, cujo filho autista foi vítima de um sistema de abusos que ela denuncia e contra o qual se insurge", acrescenta a apresentação da peça, sublinhando que ao tempo dos ensaios do espetáculo se "sobrepõe ambiguamente o tempo da investigação judicial".

"Num cenário único e crepuscular, ocorre uma fricção entre dois mundos, num entrelaçamento perturbado e perturbador entre a tragédia do mito e a da realidade, entre os meandros do teatro e os da justiça", frisa a nota de apresentação da peça.

A interpretar a peça, em cena no Festival de Avignon até 16 de julho, estão os atores da Comédie-Française Denis Podalydès, Élissa Alloula, Elsa Lepoivre, Éric Génovèse, Gaël Kamilindi, Loïc Corbery e Séphora Pondi.

A peça tem tradução para francês de Thomas Resendes, cenografia de Fernando Ribeiro e figurinos de José António Tenente. A luz é de Rui Monteiro, a música original e o som de Pedro Costa e na colaboração artística está Sophie Bricaire.

De 26 de julho a 30 de janeiro de 2025, a nova peça de Tiago Rodrigues estará em digressão. Os primeiros espetáculos da digressão realizam-se das 26 e 27 de julho, na Grécia, com apresentações no Festival de Atenas e Epidauro.

Em setembro, a peça deverá passar pela República Checa, Eslováquia e Sérvia, seguindo-se, em outubro, Eslovénia e Roménia, antes de chegar a Istambul, na Turquia, no começo de novembro.

De 15 a 23 de novembro, é a vez do Théâtre de La Cite, em Toulouse, e, de 28 de novembro a 01 de dezembro, subirá ao palco em Genebra.

Em dezembro ainda há apresentações em França, e em janeiro a peça ruma a Madrid, para récitas nos Teatros del Canal.

Após a apresentação em Portugal, "Hécuba, não Hécuba" irá ainda em digressão pela Bélgica, Luxemburgo e de novo França.

De 28 de maio a 25 de julho de 2025, a peça chegará a Paris, subindo ao palco da Sala Richelieu.

Leia Também: Tiago Rodrigues estreia 'Na medida do impossível' em Lisboa

Recomendados para si

;
Campo obrigatório