Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 25º

Festival Porto Femme começa hoje dedicado às mulheres e à revolução

O festival internacional de cinema Porto Femme, que começa hoje no Porto, dedica parte da programação às mulheres e à revolução, porque para algumas delas "o 25 de Abril demorou a chegar".

Festival Porto Femme começa hoje dedicado às mulheres e à revolução
Notícias ao Minuto

06:36 - 16/04/24 por Lusa

Cultura Cinema

"No ano em que celebramos o 50.º aniversário do 25 de Abril [de 1974], evocamos o dia em que a poesia saiu à rua, exibindo imagens capturadas por mulheres sobre as várias revoluções", explica a organização deste festival.

Entre os filmes escolhidos estão 'Revolução' (1975), de Ana Hatherly, uma montagem "a partir do léxico dos grafites e cartazes do 25 de Abril", e 'O aborto não é um crime' (1976), de Mónica Rutler e Fernando Matos Silva, que fez parte de uma série documental da RTP, de Maria Antónia Palla e Antónia Sousa, que acabou cancelada por via de um processo em tribunal.

"Somente 33 anos depois do 25 de Abril é que o aborto foi legalizado", lembra a direção do festival Porto Femme.

Em competição vão estar também outros filmes de mulheres que abordam a temática da revolução, como 'Beirute: Olho da tempestade' (2021), de Mai Masri, sobre o papel das mulheres na "primavera árabe", e 'Sagargur' (2024), de Natasa Nelevic, sobre um campo de prisioneiros na ilha de São Gregório, no mar Adriático, onde mais de 600 mulheres foram torturadas entre 1949 e 1952.

Nesta sétima edição, o festival Porto Femme vai ainda homenagear a realizadora portuguesa Margarida Cardoso.

Hoje, na abertura do festival, no Batalha -- Centro de Cinema, são exibidas as curtas-metragens 'Mia' (2023), de Karina Minujin, 'Oysters' (2022), de Maaa Descamps, 'Uli', (2023), de Mariana Gil Rios.

A competição oficial conta com 122 filmes de 38 países.

O festival de cinema Porto Femme, dedicado ao "melhor cinema produzido por mulheres e pessoas não binárias", termina no dia 21.

Leia Também: Projeto RioLisboa lança novo álbum que celebra a Revolução

Recomendados para si

;
Campo obrigatório