Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
26º
MIN 14º MÁX 28º

Teatromosca comemora 25 anos com 3 coproduções com companhias nacionais

Três coproduções, entre elas 'História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar', a partir de Luis Sepúlveda, a estrear a 16 de março, constam da programação do 25.º aniversário do teatromosca.

Teatromosca comemora 25 anos com 3 coproduções com companhias nacionais
Notícias ao Minuto

14:33 - 27/02/24 por Lusa

Cultura Teatro

Criado em Sintra em 1999 e responsável, desde 2017, pela gestão e programação do Auditório Municipal António Silva (AMAS), o teatromosca assinala os 25 anos de existência com coproduções com companhias nacionais, levando àquele espaço, em Agualva-Cacém, espetáculos de teatro, cinema, música e literatura para todas as idades, anunciou a companhia.

"História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar", um texto que "explora valores de solidariedade e de amizade entre espécies, como a vivência de crianças e jovens do mundo ao ar livre e a sua perceção sobre a destruição da natureza ou a extinção das espécies", é a primeira estreia, numa produção conjunta com Hipérion Projeto Teatral, com encenação de Mário Trigo, acrescenta uma nota do coletivo.

No âmbito das comemorações dos 50 Anos do 25 de Abril, estreará "Nacional 2", uma coprodução com o Lama Teatro em parceria com a RTP Palco.

"Nacional 2", que estará em cena dias 01 e 02 de junho, "explora o papel das telecomunicações no fazer da Revolução" e "investiga como os ecos do dia 25 de Abril foram vividos em cidades, vilas e aldeias longe de Lisboa, nomeadamente ao longo da Estrada Nacional 2 (EN 2).

"Adrianopla", um texto escrito e encenado por Pedro Saavedra sobre "a amargura e a desilusão de utopias", numa coprodução com O Fim Do Teatro, é a última produção conjunta e estará em cena até 29 de junho, com sessões de quinta-feira a sábado.

Produções a partir de obras de José Saramago, entre as quais "Provavelmente Saramago", do artista brasileiro Vinicius Piedade com a associação cultural Musgo, em 13 de abril, e "King-Kong: Quem é o monstro?" da Alma d'Arame (02 de março) constam também da programação do teatromosca para esta temporada.

A parceria com a Monstra -- 23.º Festival de Animação de Lisboa continua através da sessão de cinema de animação para toda a família, Monstrinha -- Pais e filhos (09 de março), é outra das propostas da companhia que, em abril, no âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, vai "reinventar" o seu espetáculo "Literaturinha - Romance do 25 de Abril".

Estreado em 2006, desta vez o espetáculo vai estar em cena dias 20 e 21 de abril e põe em palco o Coro Leal da Câmara do Conservatório de Música de Sintra.

"A revolução que me ensinaram, de Joana Cotrim/O Clube (26 de abril), é outra das propostas do teatromosca a apresentar no AMAS.

A encerrar a programação estará em cena, dias 25 e 26 de maio, a peça "O gigante egoísta", de Oscar Wilde, pela companhia Cegada, de Alverca do Ribatejo (Vila Franca de Xira).

Todos os espetáculos apresentados no AMAS são seguidos de conversas entre os públicos e as equipas artísticas e alguns deles são transmitidos em direto através da sala virtual do teatromosca na plataforma BOL.

A programação completa da companhia está disponível em www.teatromosca.com

Leia Também: Política e identidade com 'A senhora de Dubuque' no Teatro da Trindade

Recomendados para si

;
Campo obrigatório