Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 29º

"'Primavera' é sobre liberdade e confiança num futuro mais solar"

Cristina Clara é concorrente do Festival da Canção de 2024 e sobe ao palco já no próximo sábado, dia 2 de março.

"'Primavera' é sobre liberdade e confiança num futuro mais solar"
Notícias ao Minuto

09:00 - 26/02/24 por Natacha Nunes Costa

Cultura Cristina Clara

A 58.ª edição do Festival da Canção já começou e no próximo sábado, dia 2 de março, decorre a segunda semifinal. No total, são 20 os concorrentes a querer representar Portugal na Eurovisão, em Malmö, na Suécia.

O Notícias ao Minuto falou com todos os artistas em competição, entre os quais está Cristina Clara.

Segundo a RTP, a cantora, que é natural do Minho, começou a estudar teatro, voz e canto quando se mudou para Lisboa e enquanto exercia cardiologia no Hospital de Santa Maria. 

Cristina Clara faz parte do Grupo de Teatro de Letras e canta em casa de fados.

Em 2021 lançou o seu disco de estreia 'Lua Adversa', distribuído pela Sony Music, um álbum que explora sobretudo as afinidades entre a canção urbana de Lisboa e o choro brasileiro, com músicos convidados de Portugal e Brasil.

Desde então, já atuou em palcos como o Fado Café no NOS Alive, Há Fado no Cais no CCB ou o Teatro da Trindade.

Porque é que quis participar no Festival da Canção?

Recebi o convite através do Nuno Galopim da Antena 1 como um voto de confiança na minha proposta artística e um convite a ampliar o público que a conhece. Por esta razão nem hesitei em aceitar o desafio.

Já era fã do Festival da Canção? E da Eurovisão?

O Festival da Canção está associado a uma memória afetiva muito querida. Durante vários anos seguíamos o espetáculo em família o que me traz lembranças muito bonitas. Além do mais é uma oportunidade preciosa para conhecer melhor o que se faz de novo no panorama musical nacional e internacional.

Qual é para si a melhor música de sempre do Festival da Canção?

É-me difícil eleger uma única canção entre propostas de géneros tão diferentes. Acredito que a melhor canção é aquela que no nosso momento pessoal e até sociocultural e político nos toca e nos faz sentir representados de alguma forma. Nesse sentido destacaria talvez 'E Depois do Adeus' pelo significado que tem nestes 50 anos do 25 de Abril.

Que mensagem transmite a música 'Primavera'?

É uma canção que fala de confiar na nossa voz, na nossa identidade mesmo em momentos mais invernosos para transcendermos o momento e "voarmos além". É sobre liberdade e confiança num futuro mais solar que criamos a partir do momento presente. Inspirei-me na minha história pessoal mas também no facto de estarmos a celebrar os 50 anos do fim da ditadura em Portugal e no cenário invernoso e extremamente angustiante que nos chega diariamente de locais oprimidos e agredidos como a Palestina, a Ucrânia ou a República Centro-Africana.

Consegue levantar um pouco o véu de como será a atuação?

Para já posso avançar que não estarei sozinha, há surpresas! Em breve revelarei mais detalhes nas minhas redes sociais.

Como estão a correr os ensaios? Com que frequência ensaia?

Entre ensaios a solo e em grupo têm sido semanais e estão a correr muito bem. Estamos muito entusiasmados com o processo.

De que forma olha para as restantes canções e intérpretes desta edição do Festival?

Acho que a RTP conseguiu reunir um leque de artistas diverso no que toca a género musical e percurso artístico o que me parece muito interessante.

Quais são as suas expetativas face à participação no Festival da Canção? O que seria um bom resultado?

Ter sido convidada como reconhecimento do meu percurso até hoje já me parece um óptimo resultado. Levar a minha música e dos meus parceiros o mais além possível, que possa chegar a mais pessoas e conseguir desfrutar do processo é a minha expectativa maior.

Depois da participação no Festival da Canção, o que se segue?

Irei quase logo em seguida para o Funchal onde farei dois concertos a 15 e 16 de março.

Que portas é que acha que o Festival da Canção pode abrir para o seu futuro?

Acredito que é uma oportunidade preciosa de ampliar o número de pessoas a quem a minha música pode chegar e também de criar laços com colegas e parceiros que vou conhecendo no caminho.

Leia Também: Vai ver o Festival da Canção? Fique a par da ordem das atuações

Recomendados para si

;
Campo obrigatório