Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 20º

Festival Literário de Ovar com 12 palcos para dar a conhecer 68 autores

A nona edição do Festival Literário de Ovar arranca hoje nesse concelho do distrito de Aveiro e, até domingo, propõe mais de 50 atividades dispersas por 12 palcos, para promoção da leitura e divulgação de 68 autores.

Festival Literário de Ovar com 12 palcos para dar a conhecer 68 autores
Notícias ao Minuto

12:06 - 13/09/23 por Lusa

Cultura Ovar

Organizado pela autarquia, o evento abrange 13 apresentações de livros, nove conferências com escritores, oito concertos, seis oficinas, quatro exposições e ainda várias sessões de leitura e ações de formação específicas para professores.

Entre os escritores com presença confirmada no festival incluem-se Carlos Tê, Vicente Alves do Ó, José Luiz Tavares, Jaime Rocha, Luís Filipe Sarmento e Maria João Viegas, destacando os organizadores, em relação às apresentações de livros, a obra "O Amor e a Guerra Colonial -- Escreve-me cartas bonitas", da autoria de Armando França e Celina França.

"Com uma programação eclética que, ano após ano, lhe confere uma assinatura própria, o Festival Literário de Ovar tem conseguido crescer e atrair novos públicos, e é já uma referência no panorama literário nacional", declara fonte da Câmara de Ovar.

O objetivo do evento continua a ser "a promoção da literatura e da literacia", o que implica, por um lado, promover o contacto entre escritores e leitores, e, por outro, "divulgar autores e projetos emergentes".

Para esse efeito, a edição de 2023 do Festival Literário de Ovar tem propostas tanto para salas como o auditório da Biblioteca Municipal, o Centro de Artes, o Museu Júlio Dinis e a Escola de Artes e Ofícios, como para espaços exteriores como o Jardim do Cáster, o Jardim dos Campos e o Parque Ambiental do Buçaquinho.

Os espetáculos anunciados terão por base a declamação ou reinterpretação de obras literárias de escritores como Natália Correia, Urbano Tavares Rodrigues, Eugénio de Andrade, Manuel António Pina e Eduardo Lourenço. É o caso do espetáculo "Os surrealistas", em que o coletivo Lisbon Poetry Orchestra explora versos de Mário Cesariny, Alexandre O'Neill e outros poetas, e também do concerto "Poesia Homónima", em que o pianista Júlio Resende e o psiquiatra e radialista Júlio Machado Vaz interpretam obras de Eugénio de Andrade e Gonçalo M. Tavares.

"O envolvimento ativo dos participantes é uma das premissas do festival, que tem propostas para todos os gostos e faixas etárias, e uma forte aposta em atividades para crianças e famílias, com sugestões de mediação de leitura tais como sessões de conto, oficinas, ilustração e apresentação de livros infantis e juvenis", realça a organização do evento.

Leia Também: Novo livro da Nobel da Literatura Annie Ernaux é publicado em Portugal

Recomendados para si

;
Campo obrigatório