Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 29º

Cerca de mil tocadores de concertina abrem Feiras Novas em Ponte de Lima

Cerca de mil tocadores de concertina são esperados na próxima quarta-feira no arranque das Feiras Novas, em Ponte de Lima, sendo que 450 estão inscritos e os restantes juntam-se à festa espontaneamente, foi hoje divulgado.

Cerca de mil tocadores de concertina abrem Feiras Novas em Ponte de Lima
Notícias ao Minuto

00:03 - 02/09/23 por Lusa

Cultura Ponte de Lima

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Associação Concelhia das Feiras Novas, Gonçalo Rodrigues, referiu que 450 tocadores estão inscritos na arruada de concertinas, marcada para quarta-feira, às 21:30, mas que tal como acontece todos os anos, outros tocadores acabam por se juntar ao momento da abertura da romaria.

"No ano passado, este encontro concelhio de concertinas contou com a participação de mais de mil tocadores. Pessoas que não se inscrevem e que, espontaneamente de juntam à festa. Este ano contamos manter o número de tocadores do ano passado", afirmou Gonçalo Rodrigues.

As Feiras Novas de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo, criadas pelo rei Pedro IV, por provisão de 05 de maio de 1826, vão decorrer este ano entre quarta-feira e o dia 11, com um orçamento de meio milhão de euros.

Gonçalo Rodrigues, que é também vereador das Obras Públicas, Florestas e Biodiversidade, Ambiente e Espaços Verdes, Desporto, Lazer e Juventude da Câmara de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo, sublinhou que a arruada de concertinas começa na Expolima, com destino ao Largo de Camões, onde, às 22:30, acontece a abertura oficial da iluminação das festas.

"No Largo de Camões os tocadores concentrados animam a noite e vão-se espalhando pelas ruas da vila, em interação com as pessoas, cantam e dançando durante toda a noite", explicou.

Os cantares ao desafio na sexta-feira, entre as 21:00 e as 00:00, são outro dos momentos altos da festa, este ano com a participação de 10 cantadores.

O programa inclui, entre outros, os tradicionais cortejos etnográfico e histórico, este ano, com a participação de 25 freguesias, feiras de gado e, concursos pecuários.

O ribombar dos bombos, grupos de Zés Pereiras, gaiteiros, concertos de bandas de música, fado, folclore, tocatas, fogo-de-artifício, uma corrida de garranos e uma tourada integram o programa da festa anual de Ponte de Lima.

Em 2022, segundo as estimativas da Associação Concelhia das Feiras Novas, participaram em todos os dias das festas "entre meio milhão a 600 mil pessoas".

Em agosto, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) abriu o processo de inscrição das Feiras Novas, festas concelhias de Ponte de Lima, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

A proposta de classificação partiu do município, que submeteu o pedido em 2017, tendo sido feitos sucessivos pedidos de aperfeiçoamento pela DGPC, de acordo com os dados do processo.

"As Feiras Novas foram criadas pelo rei Pedro IV para dar maior honra e glória a Nossa Senhora das Dores e, para permitir que fossem comercializados os bens do setor primário produzidos no concelho. Não queremos que se perca o que está na base da classificação em curso que é a autenticidade, a cultura e os costumes do povo", destacou Gonçalo Rodrigues.

Leia Também: Bailado, música e humor na programação de Torres Novas até final do ano

Recomendados para si

;
Campo obrigatório