Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 24º

'Pós-democracia' em discussão de 21 a 23 de abril no Festival Política

Evento realiza-se primeiro em Lisboa. A 4 de maio sobe até Braga, onde fica até dia 6 do mesmo mês.

'Pós-democracia' em discussão de 21 a 23 de abril no Festival Política
Notícias ao Minuto

15:20 - 17/04/23 por Notícias ao Minuto

Cultura Festival Política

Abril é mês de Festival Política em Lisboa. De 21 a 23 de abril, o Cinema São Jorge enche-se de cinema, performances, música, humor, exposições, debates e atividades para crianças centradas na defesa do sistema democrático e na promoção da cidadania, intervenção cívica e direitos humanos.

Este ano, sob o tema da Pós-Democracia, o Festival Política vai ser "palco e voz do resgate da ideia de que os valores democráticos são inegociáveis, tendo na mira os casos crescentes de abraço ao autoritarismo e que levam os cidadãos a votar na sua própria negação", como explicam os diretores artísticos Bárbara Rosa e Rui Oliveira Marques, num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto.

Para a organização do festival, "um ano antes das celebrações dos 50 anos do 25 de Abril, é momento de debater os perigos que a democracia enfrenta".

Na edição de 2023 do evento, 'A Garota Não' vai protagonizar uma conversa cantada, intitulada 'Seleção Portuguesa: 10 milhões de convocados'. Trata-se de um manifesto da artista e ativista de Setúbal, preparado propositadamente para a ocasião, onde se fala de mudanças em que acredita e sobre alguns dos assuntos que a inquietam.

Outra artista com um grande papel interventivo, que vai participar no festival, é Selma Uamusse. A ativista vai reunir um plantel de mulheres para dialogar acerca do seu contributo na construção de uma sociedade mais generosa, a partir de lugares de fala distintos.

Da mesa redonda para o palco, vai ouvir-se MC de Chelas, G Fema, a rimar em Crioulo Badiu, e a afirmar-se enquanto mulher no rap em Portugal.

Há ainda lugar para o humor com os 'Monstros do Ano', de Fernando Alvim. Nesta "edição quase quase política", a organização vai homenagear os portugueses que têm uma palavra a dizer sobre o país e o mundo.

No cinema, que se mantém um dos braços essenciais da programação do Política, são 21 os filmes que vão desfilar pelas três salas do São Jorge. Destaque para o documentário de realização coletiva, 'Novíssimas cartas portuguesas', onde um grupo de mulheres questiona em que ponto se encontra a luta feminista, no 50.º aniversário do livro 'Novas Cartas Portuguesas' assim como para 'Absconded. Young Russians On The Run', um filme que acompanha as duas primeiras semanas desde o ataque da Rússia à Ucrânia.

Como não poderia deixar de ser, um dos momentos marca do Festival Política é o cara-a-cara com os/as deputados/as que vai permitir uma conversa de cinco minutos entre cidadãos e representantes dos partidos com assento na Assembleia da República sobre um tema, dúvida ou questão. A participação está sujeita a inscrição prévia através do e-mail participa.politica@gmail.com.

O público mais novo também é convidado para estes três dias de discussão e consciencialização cívica, individual e coletiva, com a oficina de pensamento para crianças 'O que é a Liberdade?'. Para inscrever os mais novos basta enviar um e-mail para o mesmo endereço.

Durante o festival, a exposição de fotografia 'Revelação', uma iniciativa da CooLabora (cooperativa de intervenção social da Covilhã), preenche as vitrines do São Jorge ao retratar os sonhos de crianças e jovens ciganos escondidos pelo preconceito e pela falta de oportunidades.

Depois da edição em Lisboa, o Festival Política sobe até Braga, entre 4 e 6 de maio no Centro de Juventude.

Leia Também: Lisboa celebra assim o 25 de Abril: concertos, exposições e muito mais

Recomendados para si

;
Campo obrigatório