Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 25º

Primeiro Festival Literário da Mealhada quer "criar caldo de cultura"

A poesia vai dar o mote ao primeiro Festival Literário da Mealhada, que apresenta um programa diversificado e pensado para todos os públicos, de forma a "criar um caldo de cultura" no concelho, revelou hoje a Câmara.

Primeiro Festival Literário da Mealhada quer "criar caldo de cultura"
Notícias ao Minuto

13:16 - 13/03/23 por Lusa

Cultura Câmara

De acordo com a vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Filomena Pinheiro, a primeira edição do Festival Literário da Mealhada pretende incrementar a leitura, fomentar a democratização da palavra e estabelecer uma relação de proximidade com os livros, escritores e leitores.

"Tem como missão criar um caldo de cultura no concelho, combinando e fazendo reagir os extraordinários ingredientes existentes, para produzir, desenvolver e promover uma nova ordem na vida de todos os mealhadenses", destacou a responsável, numa conferência de imprensa que decorreu hoje de manhã na Biblioteca Municipal.

O FLIM - Festival Literário da Mealhada vai ter lugar de 27 de março a 02 de abril, propondo um programa onde se destaca uma feira do livro, sessões musicais e de teatro, oficinas e encontros com escritores.

Irá desenrolar-se maioritariamente numa tenda instalada junto à Biblioteca Municipal da Mealhada, onde irá decorrer a Feira do Livro, embora contemple atividades no centro da cidade, no Cineteatro Messias e na vila do Luso.

Aos jornalistas, Filomena Pinheiro explicou que o evento vai "explorar a poesia em todos os sentidos", seja através da leitura, da música ou até do teatro.

"Temos iniciativas para todos os públicos, porque pretendemos também desmistificar a poesia como uma coisa de elite, tornando-a plural, acessível e quotidiana. O Festival estará um pouco por todo o concelho, em modo participativo e de comunidade", evidenciou.

Segundo a autarca, um dos momentos altos deste evento terá lugar no dia 1 de abril, com a entrega do Prémio Literário António Augusto Costa Simões, numa homenagem ao médico, cientista, professor e diplomata.

"Um prémio que procura promover a produção de originais em língua portuguesa e, em simultâneo, divulgar o nome do seu honorável patrono", referiu.

O festival tem ainda a particularidade de ser o primeiro evento deste município com o selo ColorADD, um instrumento orientado para os daltónicos, que o torna "mais inclusivo e acessível".

"Temos a ambição de posicionar a Mealhada enquanto destino de cultura e de criação cultura", apontou.

O Festival, que integra também a Semana da Leitura, com atividades das bibliotecas escolares de 27 a 31 de março, inclui ainda a declamação de poesia nas ruas da cidade, leituras comunitárias, sessões de cinema e um concerto de poesia para crianças.

Já no Dia Internacional do Livro Infantil, que se comemora a 02 de abril, terá lugar a apresentação do espetáculo 'Poesias e Canções', de José Fanha e Daniel Completo, bem como a apresentação do livro infantil 'Bussaco: mata mágica', de Virgínia Pereira.

Leia Também: Livro 'O Bebedor de Horizontes' de Mia Couto chega aos EUA na terça-feira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório