Meteorologia

  • 30 JANEIRO 2023
Tempo
10º
MIN 3º MÁX 12º

Conferência do PNL junta diferentes áreas sobre a relação com os livros

A conferência anual do Plano Nacional de Leitura realiza-se na segunda-feira e este ano a questão que se coloca é como diferentes áreas da sociedade, do ensino à cultura, falam dos livros, antecipou a comissária Regina Duarte.

Conferência do PNL junta diferentes áreas sobre a relação com os livros
Notícias ao Minuto

15:23 - 23/10/22 por Lusa

Cultura Plano Nacional de Leitura

Com a lotação esgotada, a conferência do Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL 2027) realiza-se na Fundação Calouste Gulbenkian sob o mote 'Como falamos de livros?'.

"Vamos discutir como falamos de livros, mas como falamos deles em diferentes áreas da sociedade", explicou à agência Lusa a comissária do PNL 2027, Regina Duarte, referindo que o objetivo é promover uma discussão alargada sobre a relação que áreas como a educação, ensino superior, cultura e comunidade local estabelecem com a leitura.

E é a essas áreas que a conferência vai colocar a pergunta "como falamos de livros", em quatro debates que se realizam ao longo do dia e em que vão participar alunos, professores, agentes culturais e autores.

Sobre a educação, por exemplo, o objetivo é perceber como é que os livros são abordados em todo o contexto escolar, e não só em sala de aula, enquanto no debate sobre o ensino superior incide na "formação de professores leitores".

"O PNL é para o país. Talvez haja uma perceção do PNL muito ligada às escolas, mas o plano é tutelado por quatro ministérios e há uma razão para isso", sublinhou Regina Duarte para justificar a importância de discutir a importância da leitura no contexto dessas quatro áreas.

"Na sua génese, foi sempre intenção que se trabalhasse para a promoção da leitura e para a melhoria dos níveis de literacia do país em geral. É um objetivo ambicioso, mas que também só conseguiremos atingir se trabalharmos com os diferentes parceiros e ouvirmos as diferentes áreas da sociedade", acrescentou.

Num relatório divulgado em abril, que avaliou entre 2017 e 2020 a implementação do PNL 2027, o envolvimento de outras áreas além da Educação foi uma das principais falhas apontadas pelos autores, que notaram o "desigual empenhamento dos diferentes ministérios".

Da parte de Regina Duarte, que assumiu a liderança do PNL2027 apenas em setembro, sucedendo a Teresa Calçada que se demitiu a meio do mandato, a comissária considera que o tema da conferência e a participação de intervenientes dos diferentes setores é um sinal de mudança para colmatar esse ponto negativo.

"Estamos a desenvolver trabalho nesse sentido e queremos, de facto, alargar o plano de abrangência do PNL", afirmou Regina Duarte, acrescentando que estão já em curso e a ser preparados alguns projetos em colaboração com instituições de ensino superior, agentes culturais e autarquias.

Por outro lado, a comissária considerou que o facto de a conferência ter lotação esgotada "há algum tempo" é "um ótimo sinal".

"É sinal que as pessoas estão interessadas em ter esta conversa connosco e é isso que queremos, porque precisamos das ideais de todos e da colaboração de todos", afirmou.

Antes do primeiro debate sobre 'Como falamos de livros no Reino Unido', o ministro da Educação, João Costa, e Regina Duarte participam na abertura da conferência, que encerra com mensagens gravadas do Presidente da República e dos ministros da Cultura e da Coesão Territorial.

Leia Também: Seis autores portugueses nomeados ao prémio literário Astrid Lindgren

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório