Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 16º

Aldeia de Melo recebe Festival Literário 'Em Nome da Terra'

A aldeia de Melo, em Gouveia, vai receber, de 28 a 30, a 1.ª edição do Festival Literário 'Em Nome da Terra"' um evento de "celebração da palavra e da literatura", que conta com 17 convidados.

Aldeia de Melo recebe Festival Literário 'Em Nome da Terra'
Notícias ao Minuto

17:15 - 07/10/22 por Lusa

Cultura Gouveia

"A partir de Melo, aldeia situada na encosta norte da serra da Estrela, que é, desde sempre, e 'Para sempre' a 'casa' e a 'aldeia eterna' de Vergílio Ferreira, o município de Gouveia realiza um festival literário que percorre alguns dos espaços emblemáticos da obra" daquele autor.

Segundo a autarquia de Gouveia, no distrito da Guarda, o festival marca "um compromisso de continuidade com aquela que é a aldeia mais literária de Portugal".

"Desta forma, afirma-se o orgulho no legado literário, tornando-o vivo e presente, através das novas iniciativas e propostas que a partir de 28 de outubro prometem vir, para ficar, na aldeia de Melo", indicou a autarquia em comunicado enviado à agência Lusa.

Trata-se de um festival "pensado para leitores de todas as idades", que incluirá conversas com escritores, horas de conto, oficinas de ilustração, percursos guiados por palavras, visitas a escolas, capelas, música, teatro e um jantar literário, "porque as palavras são boas para saborear".

A primeira edição contará com 17 convidados, entre autores, ilustradores, músicos e contadores de histórias.

Teolinda Gersão, Ricardo Fonseca da Mota, Mafalda Veiga, Filipa Leal, Rui Couceiro, Isabel Rio Novo, Cátia Vidinhas ou Sérgio Condeço são alguns dos nomes que marcarão presença no festival que, segundo os promotores, "promete acrescentar mais um ponto na história que se conta da aldeia de Melo".

A obra de José Saramago e o centenário do escritor contarão com um especial destaque, dando o mote à peça de teatro do dia 28, ao jantar literário do dia 29 e ao ensaio do vencedor do Prémio Literário Vergílio Ferreira 2022 (Carlos Nogueira, com a obra "José Saramago: a Literatura e o Mal"), que será entregue no dia 30.

A encerrar o programa terá lugar a assinatura protocolar de constituição da Comissão Científica da "Casa Para Sempre - Vergílio Ferreira", formada por académicos das principais universidades do país e especialistas na obra do escritor de "Manhã Submersa", que terá como missão apoiar científica e programaticamente o programa da futura estrutura cultural.

De acordo com um comunicado do município de Gouveia, terá sido hoje assinado o contrato para execução da empreitada de reabilitação da 'Villa Josephine', em Melo, para funcionar como 'Casa Para Sempre - Vergílio Ferreira'.

A empreitada de reabilitação tem um investimento de 500.793,44 euros e um prazo de execução estimado de 240 dias.

Com o projeto, o município de Gouveia, presidido por Luís Tadeu, pretende "valorizar e potenciar o turismo literário e cultural".

O Festival Literário 'Em Nome da Terra' integra o Plano de Animação da Rede de Aldeias de Montanha, no âmbito da Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE iNature, e é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do CENTRO 2020 - Programa Operacional Regional do Centro.

Leia Também: Centenário de Saramago assinalado no Folio com três exposições em Óbidos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório