Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

ModaLisboa entre quinta-feira e domingo no Lisboa Social Mitra

A 59.ª edição da ModaLisboa decorre entre quinta-feira e domingo num novo espaço, o Lisboa Social Mitra, com a apresentação de coleções de novos talentos e criadores de moda consagrados e uma série iniciativas abertas ao público.

ModaLisboa entre quinta-feira e domingo no Lisboa Social Mitra
Notícias ao Minuto

09:50 - 03/10/22 por Lusa

Lifestyle ModaLisboa

Habituada a percorrer vários espaços da cidade, à 59.ª edição, a ModaLisboa instala-se no novo polo de inovação social da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Espaço "interessante", na perspetiva da diretora da ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, "na medida em que é quase como uma vila operária, tem portão, uma rua interna e cinco pavilhões que serão ocupados nesta edição".

Em cada edição há um tema, e esta não é exceção, embora ao fim de quase 60 edições não seja fácil escolher uma palavra que não tenha sido já utilizada, confessou Eduarda Abbondanza em declarações à Lusa.

"'Oásis' [o tema escolhido] reflete, de alguma maneira, os momentos pelos quais estamos a passar e a nossa relação com a cidade, com o país e com o mundo, porque a moda, de alguma maneira, reflete isso também", referiu.

Eduarda Abbondanza lembrou a "travessia" que está a ser feita a nível global, "de um presente tão estranho": "primeiro confinamento, de um dia para o outro, e que foram dois anos, logo a seguir a invasão da Rússia à Ucrânia, mas também a emergência climática, mais as questões da sustentabilidade que, com estas coisas todas, não estão a ter a prioridade que deveriam ter".

"Designamos isso quase como o deserto que estamos a atravessar, a dificuldade em tantas coisas básicas, que não fazem parte da nossa estrutura de crescimento, porque demos como garantidas", referiu, acrescentando ainda ao rol "algumas ameaças à liberdade, também, a nível global".

O "Óasis" no meio deste deserto acabam por ser "estes quatro dias de um ambiente 'firendly', dedicado à moda, em que se pode imergir naquele espaço e pensar, discutir, ter ideias, observar, assistir, participar".

A discussão acontece logo no primeiro dia, quinta-feira, nas "Fast Talks", espaços de debate, com moderação da comunicadora cultural Namalimba Coelho. Nesta edição vai falar-se sobre "o equilíbrio entre a proficiência na inovação digital e a aplicabilidade concreta no Sistema de Moda, até que a sua utilização seja natural e recorrente" e "os desafios contemporâneos" da indústria da moda.

As "Fast Talks" são de entrada livre, mas é necessária inscrição prévia.

Também na quinta-feira, a ModaLisboa é palco do projeto "Beleza não tem idade", da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, "que pretende desconstruir representações sociais, estereótipos e discriminação sobre o envelhecimento".

As apresentações das coleções decorrem entre sexta-feira e domingo, com um destaque para os novos valores, que nesta edição "Continua e acentua-se", mas também para os criadores consagrados.

Esta edição, à semelhança das anteriores, abre com a apresentação das coleções dos dez participantes do Sangue Novo (Cal Pfungst, Daria Fesenko, Eduardo Moreira, Flourish Society, Inês Barreto, Maltesa, Maria do Carmo Studio, Molly98, Niuka Oliveira, Veehana), concurso destinado a finalistas de cursos superiores de Design de Moda de escolas nacionais e internacionais e jovens 'designers' em início de carreira.

"O Sangue Novo é para nós uma plataforma prioritária, porque estamos a lidar com geração cuja ideia de futuro é muito pequena. É muito difícil desenhar o futuro neste momento. Para essas gerações mais novas, o suporte e o apoio, a noção de que não estão sozinhas é absolutamente determinante. Portanto, é muito importante o Sangue Novo, e a WorkStation e o Lab, porque são plataformas de apoio a estas gerações", referiu Eduarda Abbondanza.

No âmbito da WorkStation, nesta edição, irão apresentar coleções Arndes, Fora de Jogo e Maria Clara e, no âmbito da Lab, Carolina Machado, Filipe Augusto e João Magalhães.

O calendário para a 59.ª edição inclui ainda as apresentações das coleções de Luís Buchinho, Buzina, Kolovrat, Carlos Gil, Ricardo Andrez, Luís Carvalho, Call Me Gorgeous by Luís Borges, Nuno Gama, Duarte, Ivan Hunga Garcia, Valentim Quaresma, Salsa Jeans X Luís Carvalho, Nuno Baltazar, Dino Alves, Gonçalo Peixoto e Miguel Flor, este último com um "desfile único, em que irá fazer uma apresentação a partir do seu arquivo".

O desfile de Miguel Flor, cuja última apresentação na ModaLisboa foi há vinte anos, dez anos depois de se formar em design de moda, será uma "celebração e oportunidade de pôr novamente a circular, numa altura em que se fala tanto de circularidade, um trabalho que existiu durante anos".

Nesta edição as apresentações acontecem todas exclusivamente 'em físico', mas serão transmitidas em 'streaming'.

Embora os desfiles sejam acessíveis apenas por convite, há uma programação paralela acessível ao público em geral, que inclui, além das "Fast Talks", exposições, performances e uma 'pop-up store' (loja temporária, em português) de designers nacionais. As exposições, performances e a 'pop-up store' podem ser visitadas entre sexta-feira e domingo.

Mais informações sobre a 59.ª edição da ModaLisboa estão disponíveis em www.modalisboa.pt.

A ModaLisboa é organizada pela Associação ModaLisboa em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa.

Leia Também: Bolsa de Lisboa em baixa com Greenvolt a cair 2,56% e Galp a subir 2,5%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório