Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 26º

Lisboa atribui Medalha de Mérito Cultura a cinco atores do Parque Mayer

A Câmara de Lisboa aprovou hoje, por unanimidade, a atribuição da Medalha Municipal de Mérito Cultura aos atores Marina Mota, Carlos Cunha, Fernando Mendes, José Raposo e Vera Mónica, no âmbito dos 100 anos do Parque Mayer.

Lisboa atribui Medalha de Mérito Cultura a cinco atores do Parque Mayer
Notícias ao Minuto

17:39 - 29/06/22 por Lusa

Cultura Medalha

Estes cinco atores "são alguns dos artistas de relevo que deram vida ao Parque Mayer e ao teatro de revista, todos eles nomes incontornáveis daquele panorama artístico, aos quais se rende, hoje e neste âmbito, a devida homenagem reconhecendo, evidenciando e agraciando o seu talento", lê-se na proposta apresentada pelo presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas (PSD), e aprovada em reunião pública do executivo municipal.

A atribuição da Medalha Municipal de Mérito Cultura a estes atores foi proposta "com base nos seus longos percursos de vida artísticos, por todos reconhecidos, com reflexos diretos na cidade de Lisboa e nos seus habitantes".

Este reconhecimento surge no âmbito da celebração do centenário do Parque Mayer, espaço "icónico" de Lisboa, que foi inaugurado em 1922 como "sítio de artistas e lugar de diversão" e que "é o berço do teatro de revista da cidade", onde ainda hoje funciona o Teatro Maria Vitória.

"Durante anos recinto de teatros de revista, lugar aberto de restaurantes, carrosséis, esplanadas, pavilhões, casas de fado, barracas de tiro e outras diversões, o Parque Mayer encantou todos os que, vindos de todo o país, ali se deslocavam e viviam a animação deste tão típico local da cidade", refere a proposta de Carlos Moedas.

O Parque Mayer "é símbolo de Lisboa, da tradição, da continuidade e da perseverança", tendo sido, ao longo dos 100 anos de existência, palco de centenas de artistas e de tantos outros profissionais que por ali passaram, indica o presidente da câmara.

O 100.º aniversário do Parque Mayer vai ser celebrado durante todo o mês de julho na cidade de Lisboa, com "uma programação cultural diversificada", desde espetáculos de música a tertúlias.

Também por unanimidade, o executivo camarário aprovou votos de saudação apresentados pelo PS e pelo PCP ao centenário do Parque Mayer.

Na reunião pública do executivo municipal, foi ainda aprovada a atribuição da Medalha de Honra da Cidade a Adriano Moreira, professor universitário que autonomizou o ensino da Ciência Política e das Relações Internacionais e político que foi presidente do CDS-PP entre 1986 e 1988.

"Lisboeta, sem deixar de ser transmontano, exemplo paradigmático da diversidade cultural e regional que tanto caracteriza e enriquece a singularidade de Lisboa", realça a proposta de reconhecimento a Adriano Moreira, apresentada pelo presidente da câmara, Carlos Moedas (PSD), pelo vice-presidente da câmara, Filipe Anacoreta Correia (CDS-PP), e pelo vereador da Cultura, Diogo Moura (CDS-PP).

Essa proposta foi aprovada por maioria, com quatro votos contra, nomeadamente dois do PCP, um do BE e outra da vereadora independente eleita pela coligação PS/Livre, e com 13 votos a favor, dos quais sete da liderança PSD/CDS-PP, cinco do PS e um do Livre.

Leia Também: Castelo de Vide atribui medalha de ouro municipal a Salgueiro Maia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório