Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 30º

Teatro Municipal do Porto apresenta 95 espetáculos na próxima temporada

A próxima temporada do Teatro Municipal do Porto arranca em setembro com uma programação que prevê, até julho de 2023, cerca de 100 espetáculos, 19 dos quais internacionais, e uma "maior aposta" na área da música, foi hoje anunciado.

Teatro Municipal do Porto apresenta 95 espetáculos na próxima temporada
Notícias ao Minuto

16:18 - 28/06/22 por Lusa

Cultura Palco

Na temporada de 2022/2023, serão apresentados no Teatro Municipal do Porto (TMP) cerca de 100 espetáculos, sendo que destes, mais de 50 são de artistas e companhias que trabalham a partir da cidade, e 19 são internacionais, provenientes de 14 nacionalidades (África do Sul, Senegal, França, Coreia do Sul, Eslovénia, Espanha, Bélgica, Turquia, Alemanha, França, Lituânia, Suíça, Polónia e Israel).

"Ainda sem a programação totalmente fechada [uma vez que aos 100 espetáculos ainda acresce a programação do DDD - Festival Dias da Dança], 28 destes espetáculos são coproduções do TMP, 19 dos quais com artistas e companhias que trabalham a partir da cidade, e duas internacionais", indicou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

De acordo com o autarca e responsável pelo pelouro da Cultura, a agenda que contém a programação do TMP está em "fase final de criação", devendo ser disponibilizada no mês de julho.

As novas criações de Marco da Silva Ferreira, Né Barros e António Lago, bem como estreias nacionais de (LA)HORDE, El Conde Torrefiel e Philippe Quesne vão marcar esta temporada, que conta também com a apresentação dos trabalhos de Cláudia Dias, Tânia Carvalho e François Chaignaud (Dançando com a Diferença) e o regresso da Companhia Nacional de Bailado.

Em setembro, a companhia Via Katlehong apresenta o programa 'Via Injabulo', Amala Dianor apresenta a peça 'Emaphakathini', e António Lago estreia 'Beetje bij beetje'.

Com a missão de promover a inclusão social, em outubro, o projeto Dançando com a Diferença apresenta 'Blasons' de François Chaignaud, e 'Doesdicon' de Tânia Carvalho.

Em novembro decorrerá um dos 'destaques' desta temporada, nomeadamente, a ópera-performance 'Sun&Sea', das lituanas Lina Lapelyte, Vaiva Grainyte e Rugile Barzdziukaite, projeto que foi vencedor do Leão de Ouro da Bienal de Veneza, em 2019.

As famílias serão o "foco" da programação de dezembro, estando previstos várias oficinas, conferências e espetáculos para pais e crianças no Teatro do Campo Alegre.

Já em janeiro, mês em que se assinala o 91.º aniversário do Rivoli, o programa integra nomes como a Companhia ROSAS, de Anne Teresa de Keersmaeker, e a Sonoscopia. Neste mês, a programação associa-se também ao 35.º aniversário do Teatro de Marionetas do Porto, com o espetáculo 'Carrossel'.

O aniversário do Rivoli celebrará também o legado do fundador do Teatro de Marionetas do Porto, João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), e o trabalho de Isabel Barros, marcando o "histórico trabalho" que a companhia tem vindo a desenvolver na cidade, realçou Rui Moreira.

Entre 18 e 30 de abril, regressa aos palcos do Porto, Gaia e Matosinhos o DDD, que "já se encontra parcialmente desenhado" e cujo programa será anunciado no primeiro trimestre do próximo ano. A abertura do festival será marcada pelo espetáculo "Encantado', de Lia Rodrigues, que regressa assim ao festival.

A próxima temporada também vai celebrar os 70 anos do Teatro Experimental do Porto, com a apresentação de 'Elas entram e ficam!', de Tânia Dinis, nos dias 16 e 17 de junho.

Também presente na conferência de imprensa, o ainda diretor artístico do TMP, Tiago Guedes, que em julho assume funções como diretor La Maison de la Danse de Lyon, salientou que a temporada será marcada por uma aposta na área da música, fruto também da abertura do Cinema Batalha, prevista para dezembro.

"A música vai estar muito mais presente nesta nova temporada", disse, destacando nomes como o polaco Jakub Józef Orlinski, Joana Gama e Luís Fernandes, e os concertos no subpalco do Rivoli no âmbito do ciclo Understage do TMP.

Tiago Guedes enumerou ainda alguns dos projetos que integram o programa, como 'Retratos', duas edições do 'Double Trouble', as Quintas de Leitura no Campo Alegre, a 'Mostra Estufa', programado pela companhia Erva Daninha e a primeira edição do projeto 'Pendular', uma coprogramação com o Centro Cultural de Belém.

Além do Festival DDD, a próxima temporada vai acolher a Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, o Festival Internacional de Marionetas do Porto, a Festa do Cinema Francês, o Multíplex da Universidade Lusófona do Porto, o Queer Porto -- Festival Internacional de Cinema Queer, o Festival Porta-Jazz, o Festival Internacional De Teatro De Expressão Iberica e o Trengo -- Festival de Circo do Porto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório