Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 21º

Livro sobre a RARET é apresentado esta quinta-feira em Lisboa

A tese "RARET - A Guerra Fria Combatida a Partir da Charneca Ribatejana", de Vítor Herdeiro, vai ser hoje lançada em livro no ISCTE, em Lisboa.

Livro sobre a RARET é apresentado esta quinta-feira em Lisboa
Notícias ao Minuto

13:07 - 10/02/22 por Lusa

Cultura Literatura

Publicado pela Edições 70, do Grupo Almedina, o livro resulta da tese de mestrado de Vítor Herdeiro, realizada no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, afirma uma nota da instituição de ensino.

Vítor Herdeiro "investigou a participação de Portugal na luta anticomunista e antissoviética promovida pelos EUA", Estados Unidos da América, a partir da rádio RARET, instalada em Glória do Ribatejo, no concelho de Salvaterra de Magos, distrito de Santarém.

Fruto de um acordo entre os Estados Unidos e o então presidente do Conselho de Ministros do Estado Novo, Oliveira Salazar, a RARET retransmitiu, entre 1951 e 1996, as emissões da rádio Free Europe durante os anos da Guerra Fria (de 1947 até à dissolução da União Soviética, em 1991), difundindo propaganda pró-ocidental para os países de Leste.

"Uma emissora norte-americana transmitir conteúdos radiofónicos -- produzidos em Nova Iorque e em Munique - a partir de uma pequena aldeia do Ribatejo durante 45 anos, é uma história rica e empolgante!", lê-se na nota de imprensa, citando o autor da tese, que realça o interesse em "investigar um tema tão pouco conhecido pelos portugueses".

O livro narra como, no final de 1950, o embaixador dos EUA em Portugal, Lincoln MacVeagh, "procurou obter o apoio de Oliveira Salazar para combater a expansão do comunismo na Europa, através da construção -- em território português -- de um centro de retransmissão da Radio Free Europe (RFE)".

A RFE era patrocinada pelo National Committee Free Europe (NCFE), fundado nos Estados Unidos em 1949, e financiada pela CIA e pelo projeto de angariação de fundos Cruzada pela Liberdade (Crusade for Freedom), criado pela agência de inteligência (serviços secretos) norte-americana.

A Sociedade Anónima de Rádio Retransmissão, RARET, foi instalada na Glória do Ribatejo em 10 de abril de 1951, "cinco meses depois do primeiro encontro entre MacVeagh e Salazar", afirma a nota do ISCTE.

Vítor Herdeiro salienta ser "natural" que Salazar tenha tentado esconder que a rádio nascera de uma aliança luso-americana, "uma vez que Portugal estava, desse modo, a aliar-se aos americanos na promoção da democracia de outros países o que, atendendo à época e ao regime ditatorial imposto pelo próprio, era, no mínimo, contraditório". 

A tese "procurou entender e expor a relação entre as autoridades portuguesas e a RFE, assim como a participação de Portugal na luta anticomunista e antissoviética promovida pelos EUA", acrescenta.

O livro vai ser apresentado, numa sessão agendada para as 18h00 de hoje, no ISCTE, por Pedro Lopes, argumentista da série 'Glória', que aborda a mesma temática.

[Notícia atualizada para correção]

Leia Também: A Apple conseguiu a primeira nomeação na categoria de Melhor Filme

Recomendados para si

;
Campo obrigatório