Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Inédito de António Torrado sai em 2022, espólio na Biblioteca Nacional

Um livro inédito para crianças do escritor António Torrado, que morreu em junho, será editado em 2022 e o espólio do autor deverá ser doado à Biblioteca Nacional, disseram à Lusa fontes da família e da editora.

Inédito de António Torrado sai em 2022, espólio na Biblioteca Nacional

O livro ilustrado, intitulado 'Posso falar-te em verso?', reunirá 27 poemas que António Torrado foi escrevendo ao longo do tempo e deixou selecionados para publicação, explicou o editor Vítor Silva Mota, do grupo Leya.

A obra só deverá ser publicada no primeiro trimestre de 2022, juntando-se à coleção editorial que a ASA, do grupo Leya, tinha já criado para ir publicando e reeditando títulos do escritor.

António Torrado morreu em junho aos 81 anos, deixando mais de uma centena de obras para a infância e juventude, num percurso literário que se estende também à ficção para teatro e audiovisual.

À agência Lusa, Lourdes Fragateiro, viúva de António Torrado, explicou que a família tenciona doar o espólio do autor à Biblioteca Nacional de Portugal.

"Em princípio, e se não houver nada em contrário, decidimos que iria para a Biblioteca Nacional, onde está também o espólio da Matilde Rosa Araújo", escritora de quem era muito amigo, disse Lourdes Fragateiro, explicando que da doação constarão originais, cartas, fotografias e outros documentos.

Segundo a viúva, António Torrado deixou ainda inacabadas algumas histórias para crianças, que tencionava trabalhar em contexto escolar com alunos, e vários projetos para séries de televisão e peças de teatro.

De obra a ser publicada, a Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) já tinha anunciado que irá lançar um livro de homenagem e apoiar a reedição da obra poética e teatral.

Poeta e dramaturgo premiado, antigo professor do ensino secundário, António Torrado esteve desde cedo ligado à pedagogia, à produção literária para os mais novos, à recuperação e reinterpretação do conto tradicional e à promoção da leitura.

'O mercador de coisa nenhuma', 'Teatro às três pancadas', 'Donzela guerreira' e 'O veado florido' são algumas das obras escritas por António Torrado, distinguido em 1988, pelo conjunto da obra, com o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens.

Escreveu para jornais, trabalhou na área editorial, foi chefe do Departamento de Programas Infantis na RTP, cofundador da Associação Portuguesa de Escritores, do Instituto de Apoio à Criança e da SPA.

No domingo foi homenageado na Feira do Livro de Lisboa.

Leia Também: Portalegre assinala com dois livros 120 anos do nascimento de José Régio

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório