Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 22º

Espetáculos ao ar livre (mesmo gratuitos) só com bilhete e lugar marcado

Novas regras constam de uma atualização das orientações feitas pela Direção-Geral da Saúde.

Espetáculos ao ar livre (mesmo gratuitos) só com bilhete e lugar marcado
Notícias ao Minuto

08:48 - 06/08/21 por Tomásia Sousa

Cultura Covid-19

Os espetáculos ao ar livre, mesmo que gratuitos, devem ter bilhete de entrada e lugares marcados, esclarece a Direção-Geral da Saúde (DGS) numa atualização das orientações a propósito da pandemia da Covid-19.

"Os recintos de espetáculo ao ar livre devem estar devidamente delimitados, permitir o acesso apenas aos titulares de bilhete de ingresso, ainda que o espetáculo seja de acesso gratuito, não sendo permitida a entrada física sem controlo por colaborador técnico do espetáculo", esclarece a orientação.

Mesmo ao ar livre, os lugares no recinto "devem estar previamente identificados", seja com cadeiras, marcação no chão ou outros elementos fixos, "dando preferência a lugares sentados".

O documento pormenoriza que o período de entradas e saídas do público "deve ser alargado", de modo a que a entrada das pessoas possa ser desfasada.

Há também novidades quanto às distâncias, que passam a ser de 1,2 metros entre os lugares e de 1,5 metros nos locais de circulação (até então a recomendação era de dois metros). Isto, atendendo a que os espetadores "estão a usar obrigatoriamente e durante todo o tempo máscara facial", acrescenta a DGS.

O documento diz também que, nos espetáculos com palco, "não devem ser ocupadas as duas primeiras filas junto ao palco ou, em alternativa, deve ser garantida a distância de, pelo menos, 2 metros entre o palco e a primeira fila".

Finalmente, a orientação define que "as cenas e os espetáculos realizados ao vivo devem ser adaptadas, sempre que possível, de forma a minimizar o contacto físico entre os envolvidos".

Assim sendo, os espetáculos com público não distribuído por lugares marcados "não são permitidos" nesta fase.

Leia Também: Vacinação entre os 12 e os 15 anos? Eis a lista das doenças prioritárias

Recomendados para si

;
Campo obrigatório