Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
27º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Teatro da Guarda organiza Festival Sound Scape com sessões ao ar livre

O Teatro Municipal da Guarda (TMG) vai organizar, entre quarta-feira e o dia 7 de agosto, o Festival Sound Scape que inclui oito espetáculos com bandas e artistas portugueses e vai decorrer ao ar livre.

Teatro da Guarda organiza Festival Sound Scape com sessões ao ar livre
Notícias ao Minuto

13:30 - 22/07/21 por Lusa

Cultura Festival Sound Scape

O município da Guarda refere, em comunicado hoje enviado à agência Lusa, que durante o festival, "os fins de tarde, a partir das 19:30, vão ter concertos no palco da esplanada do Café Concerto do TMG".

No âmbito do Sound Scape o público da cidade mais alta do país poderá assistir a concertos das bandas e artistas portugueses B Fachada, Portuguese Pedro, Belle Chase Hotel, Três Tristes Tigres, Chulada da Ponte Velha, Glockenwise, Pedro e Os Lobos e L-Blues.

O evento começa na quarta-feira com um espetáculo do cantautor B Fachada, que conta "mais de dez anos de uma notável e singular carreira musical".

"Compositor, cantor e multi-instrumentista, B Fachada é um artista que se inspira na música popular portuguesa para a reinventar constantemente com arranjos harmónicos e construções melódicas surpreendentes", refere a autarquia.

Na quinta-feira, 29 de julho, o palco fica por conta do projeto Portuguese Pedro, de Pedro Serra, considerado "um talentoso músico, DJ e locutor do único programa de rádio em Portugal inteiramente dedicado à estética musical dos anos 40 e 50".

"Este verdadeiro 'rockabilly' de Coimbra contagia-nos com as suas músicas ritmadas ('boogie' e 'rock'n'roll') que têm atraído um público inesperado e heterogéneo, de todas as partes do mundo", lê-se.

A 30 julho atua a banda de Coimbra Belle Chase Hotel, criada em 1995.

"Liderados pelo carismático cantor J.P. Simões e com músicos pertencentes a outros projetos, os Belle Chase Hotel criaram o seu próprio universo musical, muito ligado ao imaginário do cinema 'underground' e com uma subtil mistura de rock, pop e canção francesa", refere a fonte.

Para o dia seguinte está marcado um concerto do grupo Três Tristes Tigres, um "nome incontornável da música moderna portuguesa".

O grupo é constituído "por duas personalidades que já deram muito à música nacional: a cantora Ana Deus e o músico Alexandre Soares (ex-GNR)", lembra a autarquia.

Dia 04 de agosto desloca-se à Guarda o projeto Chulada da Ponte Velha, assente na música popular do Entre Douro e Minho.

"O grupo originário de Santo Tirso dedica-se essencialmente ao reportório da chamada 'chula', género musical português, de andamento ligeiro, originário do Alto Douro", adianta.

No dia 05, é a vez da banda de Barcelos Glockenwise, que editou quatro álbuns: 'Building Waves' (2011), 'Leeches' (2013), 'Heat' (2015) e 'Plástico' (2018).

"Os Glockenwise são, desde há uma década, um caso sério do novo rock português", lê-se.

Para o dia 06, está agendado um concerto da banda Pedro e Os Lobos, liderada pelo músico e letrista Pedro Galhoz.

O projeto Pedro e Os Lobos é "marcado pela sonoridade indie rock, tendo as guitarras como figura central das composições", assinala o município da Guarda.

O festival termina no dia 7 de agosto com um concerto do grupo L-Blues.

"Os L-Blues, originários de Barcelos, tal como denota o nome, partem do Blues para criar composições ecléticas que resultam numa sonoridade especial. Ou seja, juntando o Blues, o Rock e o Country com a poesia em português", segundo a fonte.

Os concertos do Festival Sound Scape têm entrada livre, mas limitada.

Leia Também: Festival de Música de Marvão com 26 concertos e mais de 100 músicos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório