Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Anadia acolhe museu que promove história da bicicleta e das motorizadas

O município de Anadia inaugurou hoje o Museu Duas Rodas, instalado no Centro de Alto Rendimento de Sangalhos (Velódromo), que dá a conhecer a história local e nacional da bicicleta e das motorizadas, numa iniciativa inédita em Portugal.

Anadia acolhe museu que promove história da bicicleta e das motorizadas
Notícias ao Minuto

21:29 - 22/06/21 por Lusa

Cultura Velódromo

"Associamos assim uma vertente cultural a um espaço desportivo municipal [Centro de Alto Rendimento], que há 12 anos recebe atletas de todo o mundo", frisou a presidente da Câmara daquele concelho do distrito de Aveiro, Teresa Cardoso.

Numa cerimónia em que marcaram presença a ministra da Coesão Territorial e o secretário de Estado do Desporto, a autarca vincou a importância do museu na valorização da indústria de fabrico de bicicletas e motorizadas, que teve [e continua a ter] muita expressão no concelho, sobretudo em Sangalhos.

Para Teresa Cardoso, este investimento municipal, "além de reconhecer e valorizar a importância do setor das duas rodas para o concelho de Anadia, pretende também transformar este espaço num ponto de interesse turístico apreciado por cidadãos nacionais e estrangeiros".

"Existe uma forte ligação entre o concelho de Anadia e o setor das duas rodas, não só a nível económico mas também cultural e sentimental", frisou a presidente da autarquia, salientando "que o passado e o presente do setor das duas rodas mereciam este espaço museológico, informativo, educativo, cultural e lúdico".

Frisando que "o setor teve um passado próspero e um presente admirável", a autarca perspetiva um futuro "muito positivo" a uma indústria que "soube acompanhar a evolução dos tempos com perícia, inteligência e visão de futuro" e que "continua ativa, mais moderna, mais eficiente e mais forte".

Também a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, salientou a importância do museu na perpetuação de um setor "com passado, presente e futuro", que tem grande significado no concelho de Anadia.

"O museu dignifica o saber local de forma tão rica, que nos toca", sublinhou a governante, considerando que se trata de um espaço museológico "vivo e único no mundo".

Alinhando pelo mesmo diapasão, o secretário de Estado da Juventude, João Paulo Rebelo, afirmou que o Museu Duas Rodas ao divulgar a história das bicicletas e das motorizadas está "também a dar a conhecer a história da indústria e da economia".

O projeto, idealizado no anterior mandato, surge após a construção do Velódromo, em funcionamento desde 2009, e representa um investimento de cerca de 700 mil euros, totalmente suportados pelo município de Anadia.

Bicicletas do final do século XIX até à atualidade estão patentes numa área de 250 metros quadrados, que recorda também as provas velocipédicas e os ciclistas que foram fazendo a história do ciclismo em Portugal.

A história das motorizadas e das várias marcas está também patente noutros 250 metros quadrados, com dezenas de exemplares.

Aos jornalistas, a presidente da Câmara de Anadia disse que existe a preocupação do museu "apresentar um bocadinho de tudo o que foi disponibilizado" e de ter uma dinâmica que lhe permita "ir crescendo e se renovando, para que as pessoas que vêm hoje voltem amanhã".

O Museu Duas Rodas abre quarta-feira ao público, a partir das 10:00, com seis visitas diárias.

Leia Também: Museu do Chiado evoca quadros da decoração de 1925 do café A Brasileira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório