Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

Festival Sónar acontecerá pela primeira vez em Lisboa em abril de 2022

O festival Sónar, que junta música, criatividade e tecnologia e se realiza desde 1994 em Barcelona, acontecerá pela primeira vez em Lisboa, em abril de 2022, foi hoje anunciado.

Festival Sónar acontecerá pela primeira vez em Lisboa em abril de 2022
Notícias ao Minuto

16:18 - 21/06/21 por Lusa

Cultura Festival Sónar

A primeira edição do Sónar Lisboa, apresentada hoje em conferência de imprensa, está marcada para os dias 08, 09 e 10 de abril de 2022, e irá acontecer em vários locais da cidade.

Embora os locais não estejam todos fechados, um dos organizadores, João Menezes, anunciou que o festival irá dividir-se entre o Hub Criativo do Beato, o Coliseu dos Recreios, o Pavilhão Carlos Lopes, o Pavilhão do Rio do Centro do Congressos de Lisboa, e a Sónar Village, a ser criada na zona do antigo terminal de Santos, junto ao rio.

João Menezes apresentou o Sónar como "um dos eventos europeus mais importantes do ponto de vista experimental".

O Sónar Lisboa, explicou, "assenta em três vetores: música eletrónica e experiências audiovisuais, arte digital e conversas sobre o futuro e a sustentabilidade".

"É um festival de três dias com programação noturna assente em música eletrónica e experiências audiovisuais, e programação diurna com conversas sobre sustentabilidade", afirmou, acrescentando que a programação da primeira edição será anunciada em setembro.

O promotor Enric Palau, cofundador do Sónar, garantiu que a ideia "não é replicar" o que acontece em Barcelona desde 1994, e onde "os Buraka Som Sistema atuaram várias vezes". "Queremos dar um sabor de Lisboa ao evento", algo que passa pela "ligação com os criadores e coletivos da cidade", afirmou, garantindo que a ideia é "ficar em Lisboa muito tempo".

A curadora artística do festival, Antonia Folguera, desvendou mais sobre o Sónar D+, "a conferência de tecnologias criativas, que acontece em paralelo e dentro do festival", e tem edições em Istambul e Hong Kong, também chega em 2022 a Lisboa.

"É um sítio para ideias, pensamento, curiosidade e imaginação, para aprender, um evento 'anti-disciplinar', em que as disciplinas se cruzam. Lisboa tem uma ótima comunidade criativa e cada cidade traz a sua personalidade ao Sónar D+", disse.

João Menezes explicou que trazer o Sónar para Lisboa "foi um sonho que nasceu no período pré-pandemia", e a ideia inicial era realizar a primeira edição já em outubro deste ano, mas acabou por ficar agendada para abril de 2022.

Na primeira edição do Sónar Lisboa, a organização pretende "proporcionar uma experiência única a cerca de 25 mil pessoas".

Os primeiros 500 bilhetes estão à venda a partir de hoje, e custam 95 euros.

Na conferência de imprensa de hoje, marcaram também presença a ministra da Cultura, Graça Fonseca, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Catarina Vez Pinto.

Graça Fonseca começou por dar "parabéns à organização pela coragem para manter um projeto" como o Sónar Lisboa, contando estar "muito feliz" com isso, "porque é sinal de apontar para o futuro".

"Está tudo certo neste projeto: não tem fronteiras, não tem símbolos, é transdisciplinar, atravessa todas as áreas artísticas, não fica encerrado na Cultura e coloca-a com o papel de transformação do mundo", afirmou, partilhando que espera em 2022, "estar a dançar" no Sónar Lisboa.

A edição deste ano do Sónar em Barcelona foi adiada para junho de 2022, e o cartaz inclui, entre outros, Chemical Brothers, Arca, Princess Nokia e The Blaze.

Leia Também: S.A.Marionetas ganha prémio Melhor Manipulação na República Checa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório