Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

First Breath After Coma preparam filmes, banda sonora e documentário

A banda First Breath After Coma está a preparar dois filmes-concerto para Ílhavo e Caldas da Rainha, a criar uma banda sonora para um filme sobre a Covilhã e estreia em breve um documentário, anunciou hoje a editora Omnichord. 

First Breath After Coma preparam filmes, banda sonora e documentário
Notícias ao Minuto

15:00 - 16/06/21 por Lusa

Cultura First Breath After Coma

Fortemente marcados pela componente multimédia, os First Breath After Coma lançaram em 2019 um álbum visual, "NU", que ganhará vida em filmes-concerto agendados para Ílhavo, na Casa da Cultura, no sábado e, a 21 de julho, nas Caldas da Rainha, no Festival Impulso. 

Segundo a editora, a banda de Leiria está, em paralelo, em residência artística para construir uma banda sonora de raiz destinada ao filme centenário "Covilhã Industrial, Pitoresca e seus arredores" (1921), de Artur Costa de Macedo. 

O resultado dessa criação é apresentado a 26 de junho, integrado na décima edição do festival WOOL - Covilhã Arte Urbana.

Também este ano será revelado o documentário que Tiago Gomes preparou sobre "o intenso ano de 2019" para os First Breath After Coma. 

Há dois anos, além do lançamento do disco "NU", a banda tocou ininterruptamente durante 24 horas numa performance para o festival A Porta, em Leiria, participou em projetos colaborativos com Noiserv, Whales e a Banda de Música de Mateus e ainda percorreu Portugal e a Europa para concertos em festivais e clubes. 

Todas essas histórias constam no documentário "We were floating high", a exibir pela primeira vez no IndieLisboa, que arranca a 21 de agosto. 

Ainda no universo Omnichord, a editora avança que o percurso enquanto atriz de Débora Umbelino, responsável pelo projeto Surma, prosseguirá em junho e julho.

A compositora e intérprete estreou-se na representação em "Aqui estou", peça de Tiago Lima que venceu a terceira edição da Bolsa Amélia Rey Colaço, e que, após a estreia em Guimarães, a 11 de junho, volta à cena em Viseu, dia 18 de junho, e no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, entre 24 de junho e 04 de julho.

Já a 'cantautora' brasileira Labaq, que também está integrada no catálogo da Omnichord, prepara um concerto especial para o festival Artes à Vila, no dia 25 de junho, no Mosteiro da Batalha. 

Labaq dará um concerto com a venezuelana Yosume, numa proposta cultural que junta  duas artistas da América Latina atualmente a residir em Portugal. 

Por fim, outra banda de Leiria, os Whales, está de malas feitas para viajar até Oviedo, Espanha, para atuar no Festival VESU, a 2 de julho.

Leia Também: Textos e apontamentos de Manoel de Oliveira reunidos em livro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório