Meteorologia

  • 14 JUNHO 2021
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

Edição

Festival Aleste regressa com Rui Reininho à praia da Barreirinha

O cantor Rui Reininho é o cabeça de cartaz do Festival Aleste, que regressa ao Complexo Balnear da Barreirinha, no Funchal, no dia 26 de junho, indicou hoje a organização, anunciando mudanças no formato do evento devido à covid-19.

Festival Aleste regressa com Rui Reininho à praia da Barreirinha
Notícias ao Minuto

12:30 - 02/06/21 por Lusa

Cultura Funchal

"Sem perder a sua marca identitária, a promoção de um alegre e saudável convívio em torno da música, o Complexo Balnear da Barreirinha vai, para esta edição, assumir a forma de um restaurante pop-up, onde a experiência gastronómica, entregue à dupla Bernardo Agrela & Cide Gonçalves, serve como elemento potenciador para os concertos e atuações", refere em comunicado.

O Aleste, um festival/arraial de praia com cartaz de música alternativa, realiza-se habitualmente em maio, mas a pandemia de covid-19 motivou alterações no calendário, bem como o cancelamento em 2020.

"Alinhadas para o dia 26 de junho estão as performances de Rui Reininho, da dupla David e Miguel, dos franceses Faux Real, da pianista Mariana Camacho e do projeto Inóspita", refere a organização, esclarecendo que o acesso ao evento será feito através de reserva de mesa para cinco pessoas, pelo preço total de 75 euros.

O restaurante pop-up estará aberto entre as 16:30 e as 18:00.

De acordo com a organização, o 'chef' Bernardo Agrela vai "desmistificar e desconstruir", ao som das canções de Rui Reininho, "nome indispensável da cultura pop rock nacional", cuja atuação no Funchal é uma das primeiras do ano.

Por outro lado, a dupla David e Miguel chegou à Madeira para uma "residência de criação", que dará origem a um novo álbum, depois de "Palavras Cruzadas".

Sobre os Faux Real, também conhecidos como Virgile e Elliott Arndt, a organização do Festival Aleste garante que as suas "energéticas performances ao vivo" têm despertado a atenção dos "amantes do indie e do mundo da moda".

Já Mariana Camacho estudou piano, mas tem vindo a afirmar-se como cantora, entre "modos de fazer diversos", que vão da música antiga à improvisação livre, da pop às músicas do mundo.

Para a atuação no Funchal traz "O tempo de baixo, o tempo de cima ou o mundo está a girar", o seu primeiro registo discográfico a solo, onde propõe uma viagem sobre "pontos de interceção entre o local e o global".

"Inóspita é Inês Matos, que regressa a solo ao palco que pisou como guitarrista de Lena D'Água [em 2019]", revela a organização, indicando que a cantora vai apresentar o seu primeiro disco "em nome próprio", apoiada numa guitarra e em pedais de efeitos.

E reforça: "Ainda que recém-saída do Hot Clube de Portugal, toca guitarra com Primeira Dama e João Borsch, baixo com Chinaskee e foi capaz de transpor estas suas experiências num disco que abre a tarde do Aleste".

Leia Também: Concertos acústicos de portugueses no regresso do festival EA Live Évora

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório