Meteorologia

  • 25 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 33º

Edição

Cartazes artesanais de manifestações de protesto em exposição no ISCTE

O Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE) acolhe a partir de hoje a exposição "Não me calo!", que reúne cerca de uma centena de cartazes artesanais recolhidos em manifestações de protesto.

Cartazes artesanais de manifestações de protesto em exposição no ISCTE
Notícias ao Minuto

06:50 - 10/05/21 por Lusa

Cultura ISCTE

A iniciativa surge em parceria com o arquivo Ephemera, de José Pacheco Pereira, que possui uma coleção de mais de 300 cartazes recolhidos em vários protestos nacionais e internacionais.

Em comunicado à Lusa, o ISCTE explica que os cartazes da exposição foram recolhidos pelos participantes do arquivo, mas, cada vez mais, são oferecidos pelos próprios autores depois de exercerem a sua função, ganhando assim "uma segunda vida que não os 'amansa', nem os torna objetos de um mostruário morto, mas prolonga a sua ação".

Os cartazes expostos são peças únicas e artesanais, quase todos de cartão e escritos com marcador ou tinta, que pertenceram a múltiplos protestos - feministas, nacionalistas, ecologistas, laborais, antirracistas -, e representaram diversas vozes - catalães, independentistas, ingleses, franceses; na exposição vão ser todos colocados numa vara e divididos em três núcleos: 'troika', feminismo e LGBTI+ e, ainda, emergência climática.

Segundo o responsável pelo arquivo e também curador da exposição, José Pacheco Pereira, o objetivo principal da mostra é compreender a relação interativa entre alguns objetos triviais e a história do mundo.

"Não é só design, nem artesanato, nem arte, mas história material. É uma coleção eclética do ponto de vista cultural e político. Os cartazes dizem muito sobre quem os faz: percebe-se a idade, o léxico, os erros de ortografia, os palavrões, os estrangeirismos. Percebe-se o sexo, e percebe-se que são raparigas e mulheres as mais ousadas e criativas", afirmou.

A exposição vai estrear hoje, com duas conferências sobre "Protesto Social na História" e "Novos Movimentos e Dinâmicas Sociais", que poderão ser assistidas presencialmente, com lugares limitados, ou através de uma emissão em direto do canal YouTube do ISCTE.

Os cartazes artesanais de manifestações de protesto vão estar em exposição até 30 de junho no Espaço Exposições do Edifício II do ISCTE, entre as 10h00 e as 18h00 de segunda a sexta-feira.

A coleção de cartazes artesanais do arquivo ephemera é única no país e bastante rara fora dele. Neste momento, tem mais...

Publicado por Iscte - Instituto Universitário de Lisboa em Quinta-feira, 6 de maio de 2021

Leia Também: Consórcio que integra a Lusa obtém financiamento da Comissão Europeia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório