Meteorologia

  • 07 MAIO 2021
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 24º

Edição

Documentário sobre a guerra de Alina Gorlova vence Festival de Las Palmas

O documentário sobre a guerra 'Esta chuva nunca vai parar' (2020), da ucraniana Alina Gorlova, venceu o troféu Lady Harimaguada de Ouro do 20.º Festival Internacional de Cinema de Las Palmas de Grã Canária.

Documentário sobre a guerra de Alina Gorlova vence Festival de Las Palmas
Notícias ao Minuto

19:21 - 17/04/21 por Lusa

Cultura Cinema

Numa nota citada pela agência noticiosa espanhola Efe, o Festival informou que o júri escolheu esta coprodução europeia (Ucrânia, Alemanha e Letónia) por Gorlova abordar a guerra "sem mostrar a guerra e transmitir os efeitos que tem nas pessoas, como por exemplo o capacidade de usar a fotografia como descoberta da complexidade da realidade".

O segundo prémio, o Lady Harimaguada de Prata, foi para o filme 'Fire in the Mountains' (2021), da Índia, do realizador Ajitpal Singh, por refletir as contradições daquele país e o seu dilema entre tradição e modernidade com "uma aparente simplicidade".

O júri também concedeu a este filme o prémio de Melhor Ator, que foi para Chandan Bisht.

Outro dos títulos distinguido nesta edição foi o filme japonês 'A Balance' (2020), de Yujiro Harumoto, com o Prémio de Melhor Atriz para sua protagonista, Kumi Takiuchi.

O júri da secção oficial foi composto por Josep María Català Domènech, Nele Wohlatz e Mathieu Bonpoint e atribuiu, ainda, uma menção especial, entre as dez propostas apresentadas na categoria de longa-metragem, a 'Nudo Mixteco' (2021), do México, da realizadora Ángeles Cruz, "pela coragem de uma realizadora em dar uma visão íntima e profunda dos problemas da sua comunidade e de como os resolvem". Este filme venceu também o Prémio do Público.

Em curta-metragem, o prémio foi para 'Palma' (2020), de Alexe Poukine, da França, por ser "uma curta-metragem que transmite a autenticidade das suas personagens".

Nesta vigésima edição, o Festival de Cinema contou pela segunda vez com a participação da Associação das Mulheres Cineastas e Meios de Comunicação Audiovisual (CIMA), que atribuiu o prémio de melhor longa-metragem a 'A Balance' (2020), de Yujiro Harumoto, e à curta metragem "O motociclista não cabe a felicidade no traje" (México, 2021), de Gabriel Herrera, por serem obras que contribuem para a conscientização e o compromisso social com a igualdade de género.

Leia Também: 'Cartas Portuguesas' de Mariana Alcoforado editadas em Espanha

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório