Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 24º

Edição

Bienal Internacional de Gravura do Douro 'espalha' 1.300 obras pelo Norte

A Bienal Internacional de Gravura do Douro dá hoje início à celebração da sua 10.ª edição, com uma homenagem ao artista plástico Silvestre Pestana e vai espalhar 1.300 obras em 10 localidades do Norte de Portugal.

Bienal Internacional de Gravura do Douro 'espalha' 1.300 obras pelo Norte
Notícias ao Minuto

08:28 - 10/08/20 por Lusa

Cultura Gravura

Na edição de 2020, o evento arranca com uma exposição de homenagem a Silvestre Pestana, poeta, artista plástico e performer, no Museu do Côa, em Vila Nova de Foz Côa, no ano em que esta unidade museológica também comemora 10 anos.

A bienal prolonga-se até 31 de outubro com a realização de 16 exposições, conferências e oficinas, contando com a participação de 625 artistas, oriundos de 64 países, e com a exposição de 1.300 obras em 10 localidades do Norte de Portugal.

A Bienal Internacional de Gravura do Douro nasceu em 2001, pelas mãos de Nuno Canelas, natural de Alijó, com a ambição de descentralizar a cultura e promover a arte da gravura.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório