Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2020
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Álbum do Lisboa String Trio conta com Cristina Branco e María Benasarte

O novo álbum do Lisboa String Trio, com o título "Aqui e Ali", sai no dia 24, inclui composições de José Mário Branco e Bernardo Sassetti, e conta com as cantoras Cristina Branco e María Benasarte.

Álbum do Lisboa String Trio conta com Cristina Branco e María Benasarte
Notícias ao Minuto

09:27 - 14/07/20 por Lusa

Cultura Música

É um álbum com "música para ser escutada como quem lê um livro", disse à agência Lusa o guitarrista José Peixoto (guitarra clássica), um dos músicos do trio, com o guitarrista Bernardo Couto (guitarra portuguesa) e o contrabaixista Carlos Barretto.

"A estética musical al-andaluz e ibérica" contitui a matriz identitária do trio, em que "nenhum dos instrumentos é protagonista, como um farol", mas que divide "esse protagonismo musical", prosseguiu o músico, em entrevista.

'Aqui e Ali' é editado no próximo dia 24, simultaneamente em Portugal, Alemanha, Áustria e Suíça, países onde os músicos deverão atuar, "apesar das atuais contingências", devido à pandemia da covid-19.

A espanhola María Benasarte que já gravou um álbum de fados tradicionais, com letras de Tiago Torres da Silva, em espanhol, e foi a última cantora com quem o Lisboa String Trio atuou, em Madrid em março último, gravou uma peça sobre Federico Garcia Lorca, "Zorongo Gitano", para o novo álbum.

A cantora Cristina Branco, por seu lado, gravou uma letra de Tiago Torres da Silva, 'Ai, mas ai de mim', com música de José Peixoto, um tema recorrente nos concertos do trio, e que foi, anteriormente, gravado por Ana Sofia Varela.

Além das composições de Sassetti, 'Reflexos', e de José Mário Branco, 'Engrenagem', o álbum inclui igualmente composições de Barretto, 'Os Passos Perdidos', de José Peixoto, 'Aqui e Ali', 'Setembro', 'Falso Trote' e 'Sound Check', de Bernardo Couto, 'O Que Foi Já Não Volta a Ser', e de Pedro Caldeira Cabral, 'Larghetto dos Prazeres'.

Os músicos começaram a trabalhar neste álbum "em finais de 2018", com cada um a escolher um compositor de referência e, "depois, cada passo que se dava levava ao seguinte", explicou Peixoto à Lusa.

O músico confessa que este trabalho revela "um maior amadurecimento" do grupo.

O Lisboa String Trio deu-se a conhecer em 2014, com o CD 'Matéria', distinguido com o Prémio Carlos Paredes, da Câmara de Vila Franca de Xira, ao qual se seguiu 'Lisboa' (2016), nomeado para Melhor Disco - Prémio Autores 2017, da Sociedade Portuguesa de Autores.

O trio tem-se apresentado em várias salas de concerto e festivais, tanto em Portugal como no estrangeiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório