Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Fez-se história nos Óscares. 'Parasite' foi o grande vencedor da noite

A 92.ª cerimónia de entrega dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood realizou-se na noite deste domingo para segunda-feira.

Fez-se história nos Óscares. 'Parasite' foi o grande vencedor da noite

'Parasite' foi o grande vencedor desta 92.ª edição de entrega dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. O filme sul-coreano, que estava nomeado em seis categorias, venceu quatro Óscares: Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento Original e Melhor Filme Internacional.

Aquele que era assumido como o favorito, '1917', de Sam Mendes, com dez nomeações, conseguiu três prémios, todos nas categorias técnicas. 'Joker', de Todd Phillips, o filme mais nomeado (11), conseguiu dois Óscares, incluindo Melhor Ator. 'The Irishman' foi o grande derrotado, não conseguindo um único prémio entre as suas dez nomeações.

Bong Joon-ho, realizador de 50 anos de idade, conseguiu um feito histórico, sendo 'Parasite' é o primeiro filme puramente internacional a vencer na categoria de Melhor Filme. Anteriormente, 'The Last Emperor' (1988) e 'Slumdog Millionaire' (2009) também venceram o Óscar de Melhor Filme, mas tanto num caso como no outro eram produtos de Hollywood a vários níveis. Já o filme 'The Artist' (2012), embora fosse uma produção francesa, não era em língua francesa, visto que imitava o cinema mudo. 

É a primeira vez em 65 anos que o filme vencedor da Palma de Ouro, em Cannes, vence Melhor Filme.

Não fossem estes feitos suficientes, o sul-coreano conseguiu ainda empatar com Walt Disney no número de Óscares conseguidos num único ano. A Disney ganhou quatro Óscares em 1953 e Joon-ho ganhou quatro Óscares esta noite.

Num ano em que vários protagonistas levaram ao palco a urgência em mitigar as desigualdades dentro da Academia, no que respeita às mulheres e às pessoas de cor, a vitória de 'Parasite' surge como uma barreira que se derruba na distinção do talento menos 'próximo de casa'.

No campo das atuações, todas confirmaram o favoristismo. Joaquin Phoenix e Renée Zellweger venceram na categoria de Melhor Ator e Atriz, respetivamente. Laura Dern e Brad Pitt venceram nas respetivas categorias de Melhor Atriz e Ator Secundários.

Porventura, a grande surpresa no Dolby Theatre e um dos momentos altos da noite coube a Eminem. O rapper surgiu em palco para interpretar 'Lose Yourself', a canção do filme '8 Mile', e que lhe valeu o Óscar de Melhor Música em 2002. Nesse ano, Eminem não esteve presente na cerimónia dos Óscares e como tal não cantou 'Lose Yourself', um momento pelo qual esperou 18 anos. 

Confira abaixo os momentos mais importantes da noite, incluindo os discursos dos seus protagonistas:

4h26 - História nos prémios da Academia de Hollywood. 'Parasite' torna-se no primeiro filme internacional a ganhar o prémio mais importante da noite, o Óscar de Melhor Filme.

4h13 - O Óscar de Melhor Atriz vai, sem surpresas, para Renée Zellweger. A atriz recebe o seu segundo Óscar, desta feita pelo papel de 'Judy', no filme homónimo. Esta era a sua quarta nomeação, três vezes na categoria de Melhor Atriz.

4h05 - 'Joker' volta a ter motivos para rir. Joaquin Phoenix confirma o favoritismo e ganha o Óscar de Melhor Ator Principal. A sua fantástica performance como 'Arthur Fleck/Joker' conquistou vários prémios na caminhada para os Óscares. Esta é a primeira estatueta da carreira de Phoenix. 

Joaquin Phoenix é o segundo ator a ganhar o Óscar interpretando 'Joker'. Heath Ledger tinha vencido pelo filme 'The Dark Knight'. 

3h56 - O tradicional momento 'In Memoriam' que homenageia as figuras ligadas à indústria cinematográfica que partiram no último ano. Billie Eilish canta 'Yesterday' dos The Beatles com Finneas O'Connell.

3h51 - Bong Joon-ho ganha o Óscar de Melhor Realizador por 'Parasite'. É a primeira vez que um filme de língua estrangeira vence nesta categoria. É a terceira estatueta da noite para o filme sul-coreano. Sam Mendes era o principal favorito nesta categoria. 

No seu discurso, Joon-ho deixou palavras de apreço a Martin Scorsese e a Quentin Tarantino, dois dos realizadores que também estavam nomeados para o Óscar de Melhor Realizador. 

3h45 - O Óscar de Melhor Música vai para a música '(I'm Gonna) Love Me Again' do filme 'Rocketman' e interpretada por Elton John e com letra de Bernie Taupin. Este é o seu segundo Óscar nesta categoria. Em 1995 já tinha conquistado a estatueta dourada com a canção 'Can You Feel the Love Tonight' de 'Lion King'. 

3h40 - A orquestra dirigida por Eímear Noone apresenta os nomeados para Melhor Banda Sonora.  E a compositora Hildur Guðnadóttir dá o primeiro Óscar da noite a 'Joker'. É a 9ª mulher a ser nomeada em 92 anos de Óscares

3h28 - A última nomeada na categoria de Melhor Música é '(I'm Gonna) Love Me Again' de 'Rocketman'. A atuação cabe ao incontornável Elton John. 

3h25 - 'Parasite' vence o segundo Óscar da noite na categoria de Melhor Filme Internacional. A longa-metragem de Bong Joon-ho é o primeiro filme sul-coreano a ganhar o Óscar de Melhor Filme Internacional. 

Bong Joon-ho mostra-se satisfeito por ver 'Parasite' ser o primeiro filme galardoado nesta categoria após a mudança de nome para Melhor Filme Internacional (anteriormente era a categoria de Melhor Filme Estrangeiro), uma tentativa da Academia de ser mais inclusiva com filmes em língua não inglesa.

"Aplaudo e apoio a nova direção que esta mudança simboliza", afirma o realizador sul-coreano. 

3h18 - 'Bombshell' conquista o Óscar para Melhor Caracterização, sendo distinguido o trabalho de Kazu Hiro, Anne Morgan e Vivian Baker.

3h11 - James Corden e Rebel Wilson apresentam a categoria de efeitos visuais mascarados de gatos. É a terceira estatueta para '1917'. Desta feita ganhou o Óscar para Melhores Efeitos Visuais, que premeia o trabalho de Guillaume Rocheron, Greg Butler and Dominic Tuohy.

3h05 - Cynthia Erivo está a cantar uma das músicas nomeadas para o Óscar. 'Stand Up', do filme 'Harriet'.

3h00 - Tom Hanks subiu ao palco para anunciar que o Museu da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas vai ser inaugurado no dia 14 de dezembro deste ano. E ainda prestou um tributo a Kirk Douglas que morreu esta semana. 'Eu sou Spartacus', disse Hanks. 

2h55 - Óscar de Melhor Montagem para Michael McCusker e Andrew Buckland pelo seu trabalho em 'Ford v Ferrari'. 

2h52 - Roger Deakins ganhou o Óscar de Melhor Fotografia. Este é o segundo Óscar da noite para '1917' e também é o segundo Óscar da carreira para Roger Deakins ('Blade Runner 2049').

Esta era a 15.ª nomeção de Deakins nesta categoria. O britânico está por trás da Fotografia de filmes como 'The Shawshank Redemption', 'Fargo', 'A Beautiful Mind', 'Skyfall' ou 'Sicario'.

2h48 - Utkarsh Ambudkar protagonizou outro dos momentos musicais da noite com um rap. 

2h45 - Eminem agradece o convite da Academia. "Peço desculpa por ter demorado 18 anos a regressar", escreveu, no Twitter, com um vídeo do momento em que recebeu o seu primeiro e único Óscar.

2h43 - Mais uma canção nomeada em palco. Desta vez, o tema do filme 'Toy Story 4', vencedor do Óscar para Melhor Filme de Animação. 'I Can't Let You Throw Yourself Away', cantado por Randy Newman.

2h40 - Óscar de Melhor Mistura de Som vai para '1917', da autoria de Mark Taylor e Stuart Wilson. Está entregue o primeiro Óscar para '1917', de Sam Mendes, que está nomeado para 10 Óscares.

2h38 - Óscar de Melhor Edição de Som vai para 'Ford vs Ferrari' ('Le Mans 66'). Recebe o prémio Donald Sylvester.

2h30 - Mais um interregno musical. Eminem volta ao Dolby Theatre para uma interpretação de 'Lose Yourself', canção do filme '8 Mile' com a qual venceu um Óscar em 2002. O rapper norte-americano conseguiu uma ovação em pé da plateia.

2h17 - Laura Dern vence o Óscar de Melhor Atriz Secundária por 'Marriage Story', e no dia do seu aniversário. É o primeiro Óscar para a atriz de 53 anos, naquela que era a sua terceira nomeação.

Laura começou por agradecer à Netflix, plataforma de streaming que chegou, hoje, ao seu primeiro Óscar nas categorias de representação.

2h13 - O Óscar de Melhor Curta Documental vai para 'Learning to Skateboard in a War Zone (If You're a Girl)', de Carol Dysinger e Elena Andreicheva.

2h09 - Mark Ruffalo apresenta os nomeados para Melhor Documentário (e sublinha o facto de quatro dos cinco filmes serem realizados por mulheres). O vencedor é 'American Factory', um filme da Netflix, também produzido por Barack Obama. Sobem ao palco Steven Bognar, Julia Reichert e Jeff Reichert.

O antigo presidente norte-americano já reagiu no twitter. 

Deixamos uma espécie de menção honrosa para a nomeação de 'Democracia em Vertigem', de Petra Costa, também da Netflix, um documentário sobre a fragilidade das democracias. 

2h01 - Terceiro momento musical da noite, com a segunda música nomeada. Chrissy Metz cantou 'I'm Standing With You', do filme 'Breakthrough', no qual Metz é também atriz principal.

1h59 - O Óscar de Melhor Guarda-Roupa vai para 'Little Women'. Jacqueline Durran sobe o palco para receber o prémio. É o primeiro Óscar da noite para o filme de Greta Gerwig.

1h57 - Kristin Wiig e Maya Rudolph, depois de uma rábula hilariante, dão o Óscar de Melhor Cenografia a 'Once Upon a Time... in Hollywood'.

Barbara Ling e Nancy Haigh subiram ao palco e agradeceram, primeiro que tudo, a Quentin Tarantino. Nesta altura, o filme de Tarantino conta já com dois Óscares.

1h48 - 'The Neighbor's Window' vence o Óscar de Melhor Curta-Metragem. Este é um filme de Marshall Curry.

1h42 - Segue-se a estatueta para o Melhor Argumento Adaptado, que distingue 'Jojo Rabbit'. O argumento é de Taika Watiti e é baseado no livro 'Caging Skies' de Christine Leunens. Uma surpresa nesta categoria.

1h38 - O Óscar de Melhor Argumento Original foi atribuído a 'Parasite'. É o primeiro prémio da noite para um dos favoritos desta edição dos Óscares. O argumento é de Bong Joon-ho e de Han Jin Won e a estória de Joon-ho. 

Bong Joon-ho, com a sua característica espontaneidade, torna-se viral com um franco sorriso para a estatueta, como se estivesse sozinho em palco.

1h28 - Eis o segundo momento musical da noite. 'Into The Unknown' de 'Frozen II' é uma das músicas nomeadas. Esta é uma performance especial, uma vez que a música é interpretada por Idina Menzel, que dá voz à personagem Elsa na versão original e por outras nove atrizes das versões do Japão, Rússia ou Espanha. No total, estiveram dez Elsas em palco. 

1h26 - 'Hair Love' vence o Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação. Este foi um filme cujo financiamento foi assegurado através de crowdfunding. 

1h25 - 'Toy Story 4' vence Óscar de Melhor Filme de Animação. Mais um Óscar para a Pixar. 'Klaus', um filme que contou com a colaboração dos portugueses Sérgio e Edgar Martins era um dos nomeados. Recorde aqui a entrevista do Notícias ao Minuto a Edgar Martins

1h13 - O primeiro Óscar da noite é o de Melhor Ator Secundário e a estatueta dourada vai para Brad Pitt pela sua performance em 'Once Upon a Time... in Hollywood'. Este é o seu primeiro Óscar como ator. Pitt já tinha vencido um Óscar como produtor pelo filme '12 Years a Slave'.

Elogios e palavras de agradecimento para Quentin Tarantino e também para Leo DiCaprio. Um discurso emocionado de Brad Pitt, onde não faltou uma indirecta para o processo de 'impeachment' movido contra Donald Trump. O ator disse que teve mais tempo para falar no seu discurso de vencedor do que John Bolton, ex-conselheiro de Segurança Nacional de Trump, que os democratas queria chamar para testemunhar no Senado. 

1h07 - À falta de um anfitrião, Steve Martin e Chris Rock são os primeiros apresentadores da noite. Ambos já apresentaram os Óscares anteriormente (Steve Martin em 2003 e Chris Rock em 2005). Jeff Bezos, fundador da Amazon, foi um dos alvos das piadas. 

1h00 - Arrancou a cerimónia dos Óscares. A cerimónia começou com uma atuação de Janelle Monáe e de Billy Porter a retratarem os filmes nomeados. E não faltou a menção de Monáe ao facto de não haver nenhuma mulher nomeada na categoria de Melhor Realizador. 

00h40 - Natalie Portman, a marcar posição pela igualdade na Academia. A atriz bordou no interior da sua capa os nomes de todas as mulheres que não foram nomeadas este ano. "Queria homenagear as mulheres que não foram nomeadas, que não foram reconhecidas pelo seu trabalho incrível este ano", disse.

00h35 - Porque é que é que tão difícil para a Academia mudar a forma como vota? Porque é que há tão poucas mulheres em destaque em algumas categorias? Estas e outras perguntas que não calam voltaram a debate este ano. Leia aqui sobre o assunto: Óscares. Quem escolhe e como votam os 8 mil membros da Academia?

00h20 - Dê aqui uma vista de olhos pelos 'trapinhos' desta noite. Já chegaram várias 'estrelas', com nota para uma da música: Billie Eilish. A jovem irá cantar, com certeza, mas ninguém sabe o quê. 

00h10 - Num ano de (renovadas) convulsões sobre os prémios para mulheres na Academia, chega à passadeira vermelha a representação de mais uma barreira derrubada. Eímear Noone, que vai dirigir um segmento de orquestra, é a primeira mulher em 91 anos a dirigir uma orquestra durante os Óscares.

As estrelas já começaram a chegar à passadeira vermelha daquela que é a entrega de prémios mais aguardada do ano para a indústria cinematográfica, no Dolby Theatre, em Los Angeles. Realiza-se hoje a 92.ª edição dos Óscares, os mais prestigiados prémios do cinema, e a expetativa é grande.

Poderá ser um grande ano para o cinema com legendas, se 'Parasite', de Bong Joon-ho, ganhar Melhor Filme, uma das suas seis nomeações esta noite. Poderá, por outro lado, ser um ano igual aos outros e vencer o consensual favorito, '1917', de Sam Mendes, um épico da Primeira Guerra Mundial que o premiado realizador britânico realizou magistralmente.

Este é também um ano em que a Academia sai beliscada no que respeita à inclusão e igualdade, por não ter uma única mulher entre os nomeados para Melhor Realizador (num ano em que há vários e bons filmes realizados por mulheres) e por continuar a excluir os atores de cor da principais categorias (Cynthia Erivo é a única exceção).

A emissão será transmitida em Portugal na noite de dia 9 para dia 10 (domingo para segunda-feira) através dos canais FOX (transmitida com comentários em português) e FOX Movies (na versão original).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório