Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Música clássica na discoteca LuxFrágil com sessões 'A Boca do Lobo'

A música clássica estará em destaque na discoteca LuxFrágil, em Lisboa, uma vez por mês até junho, no âmbito da temporada A Boca do Lobo, cuja primeira sessão, 'Viagem de Inverno', está marcada para quinta-feira.

Música clássica na discoteca LuxFrágil com sessões 'A Boca do Lobo'
Notícias ao Minuto

10:15 - 14/01/20 por Lusa

Cultura Música

Com curadoria do maestro Martim Sousa Tavares, o ciclo A Boca do Lobo é composto por "seis eventos únicos", cuja "natureza irrepetível sublinha que, mais que meros concertos, são experiências onde a ligação entre espaço e tempo é insubstituível", lê-se no 'site' da iniciativa.

A primeira sessão, 'Viagem de Inverno', que inclui música e pintura ao vivo, acontece esta quinta-feira.

Nesse dia, a pianista Mrika Sefa, o cantor Martin Mkhize e o artista Fidel Évora "vão dar voz à 'Viagem de Inverno' de Schubert".

"Quando era pequena, o piano e a guerra levaram Mrika Sefa do Kosovo até à Suíça, numa mudança drástica de paisagens e culturas. Martin Mkhize deixou a África do Sul para procurar a sua voz na Holanda, trocando as falésias da Cidade do Cabo pelos canais de Amesterdão. O artista cabo-verdiano Fidel Évora saiu do seu arquipélago natal para estudar e trabalhar na Europa, dando cores a ruas e telas com a sua arte. Três viagens distintas, três caminhos que nunca se cruzaram até se encontrarem no LuxFrágil", lê-se na página do 'site' dedicada à primeira sessão de A Boca do Lobo.

'Winterreise' ('Viagem de Inverno') do austríaco Franz Schubert "é um ciclo de canções para voz e piano, escritas há dois séculos por um compositor de 30 anos à beira da morte".

Nesse ciclo de canções, "a partir de poemas de Wilhelm Müller, relata-se a solidão de um viajante errante e de coração partido que deixa a sua terra numa noite escura".

Na quinta-feira, essa 'viagem' será feita com a voz de Martin Mkhize, o piano de Mirka Sefa e as ilustrações ao vivo por Fidel Évora.

As obras de Fidel Évora que forem criadas durante a sessão serão vendidas e a receita será "integralmente doada" ao Projecto LAR, cujo objetivo principal "é criar uma estrutura que dê às famílias de refugiados e migrantes uma perspetiva para o futuro, ao capacitá-las com instrumentos e condições para que criem uma casa e uma vida nos países de acolhimento, gerando motivos para que nele queiram ficar".

As sessões do ciclo A Boca do Lobo acontecem na terceira quinta-feira de cada mês, entre janeiro e junho.

A segunda, 'Joahnna Tacet', está marcada para 20 de fevereiro.

"Neste evento o Drumming GP [grupo de percussão fundado em 1999] irá dar ao mundo a estreia da última e mais ambiciosa obra de [pianista e compositora] Johanna Beyer: 'Horizons'. Esta partitura acorda de um 'tacet' de 78 anos e toma a ribalta no LuxFrágil. Obras de Beyer serão tocadas lado a lado com obras do gigante do modernismo John Cage, num ensaio para a cartografia de ligações e influências entre os dois génios", lê-se na página da sessão.

Para março, no dia 19, está marcada a sessão 'Escape-Soundescape', dedicada ao trabalho do compositor John Luther Adams: "uma experiência inteiramente imersiva e concebida especialmente para o Lux Frágil. É música, mas também é meditação. É música, mas também é ação. É ecologia sonora que se move, evolui e contamina lentamente, e és livre de ouvir a tua parte nela".

A quarta sessão, 'Paris 1892', com a pianista Joana Gama, dedicada às obras do compositor e pianista Erik Satie e do escritor Joséphin Peladan, acontece a 16 de abril.

Em 21 de maio, o LuxFrágil acolhe a estreia nacional da ópera multimédia 'As One', uma "obra extraordinária sobre compreensão e amor", com música de Laura Kaminsky e libreto de Kimberly Reed e Mark Campbell.

A sexta e última sessão, 'Mitilene, Lesvos / Lux, Lisboa', inclui música poesia e performance. "De Mitilene, Lesvos, para o Lux Frágil, Lisboa. Com música, poesia e dança faremos a viagem de uma ilha para outra, de ontem para hoje, para emergimos aqui e agora, celebrando este espaço sagrado", lê-se na descrição da sessão.

Os bilhetes para as seis sessões já estão à venda.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório