Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Artista Manuel Cargaleiro vai ser duplamente homenageado em Paris

O artista português Manuel Cargaleiro vai receber esta segunda-feira, em Paris, a medalha de Mérito Cultural de Portugal e a Medalha Grand Vermeil, a mais alta condecoração da capital francesa, com a presença do primeiro-ministro português, António Costa.

Artista Manuel Cargaleiro vai ser duplamente homenageado em Paris
Notícias ao Minuto

21:00 - 21/11/19 por Lusa

Cultura Homenagem

A homenagem a Manuel Cargaleiro, na segunda-feira de manhã, começa na estação do metro de Champs Elysées-Clémenceau, de acordo com a empresa de transporte de Paris. Esta estação foi originalmente concebida e totalmente decorada pelo artista português, em 1995, incluindo o painel em azulejo "Paris-Lisbonne", e foi recentemente ampliada, recebendo novas obras do mestre.

Esta inauguração, que dá a conhecer o novo acesso da estação ao prestigiado Grand Palais, vai contar com a presença do primeiro-ministro e da ministra portuguesa da Cultura, Graça Fonseca, adiantou à Lusa a assessoria de António Costa.

A seguir, Manuel Cargaleiro será duplamente distinguido por Portugal e pela capital francesa -- cidade onde vive desde 1957 e onde tem também o seu atelier --, nos salões nobres da Câmara Municipal de Paris, disse a autarquia.

Da ministra da Cultura vai receber a Medalha de Mérito Cultural e, das mãos da presidente da Câmara de Paris, Anne Hidalgo, a medalha Grand Vermeil, distinção também já atribuída a outras personalidades portuguesas como o cineasta Manoel de Oliveira.

Manuel Cargaleiro é natural de Chão das Servas, Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco, onde nasceu em 1927.

Em 1952, fez a primeira exposição individual, na Sala de Exposições do Secretariado Nacional da Informação Cultura Popular e Turismo (SNI), em Lisboa.

Na década de 1950, foi bolseiro do Instituto de Alta Cultura, em Itália, onde estudou cerâmica, e da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, onde passou a residir em 1957.

Executou vários trabalhos de arte pública, nomeadamente painéis cerâmicos para o Jardim Municipal de Almada, a fachada da Igreja de Moscavide, o painel para a escola com o seu nome no Seixal, a fonte no Parque da Cidade de Castelo Branco e a estação Colégio Militar do Metro de Lisboa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório