Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Caretos de Podence com avaliação positiva para Património Imaterial

A candidatura dos Caretos de Podence a Património Cultural Imaterial da Humanidade foi considerada "exemplar" pela UNESCO, num reconhecimento "raro", segundo o embaixador António Sampaio da Nóvoa, aguardando-se agora a decisão final em dezembro.

Caretos de Podence com avaliação positiva para Património Imaterial
Notícias ao Minuto

14:06 - 08/11/19 por Lusa

Cultura UNESCO

"Estamos muito contentes. A avaliação dos peritos, que é pública a partir de hoje, recomenda a inscrição do Carnaval de Pondence, dos caretos e todas as festividades na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade que é uma decisão que só será tomada em Bogotá, na reunião que terá lugar entre 9 e 14 de dezembro. É muito positiva", disse à Lusa o embaixador de Portugal junto da Organização das Nações Unidas para a Ciência, Educação e Cultura (UNESCO, na sigla em inglês), Sampaio da Nóvoa.

A UNESCO tutela as manifestações culturais consideradas como Património Imaterial da Humanidade, mas cabe a um comité independente (constituído por diversos países) a decisão de entrada na lista onde já constam o Fado, o Cante Alentejano, a Dieta Mediterrânica, a Falcoaria e os chamados "Bonecos de Estremoz".

Este comité vai reunir-se em Bogotá em dezembro e vai avaliar cerca de 40 candidaturas, entre elas também a morna de Cabo Verde e a dança tradicional Bumba meu boi, típica da região no Maranhão, no Brasil.

O parecer positivo conhecido esta sexta-feira sobre a candidatura portuguesa, para além de recomendar a inscrição das "Festas de Inverno Carnaval de Podence", elogia o país pela qualidade do dossier apresentado.

"Louvamos o Estado, mas especialmente a comunidade de Macedo de Cavaleiros por ter apresentado uma nomeação exemplar, mostrando como uma pequena comunidade pode responsabilizar-se pelo seu património cultural através das suas gentes e explicando como o papel dos géneros foi evoluindo em resposta a mudanças sociais e económicas", pode ler-se no parecer.

Este é um reconhecimento "raro" por parte da UNESCO, segundo o embaixador, que vem reforçar a importância do papel da cultura nas comunidades do interior do país.

"É um reconhecimento muito importante. É muito raro os peritos da UNESCO utilizarem designações como exemplar numa candidatura e foi sublinhado o envolvimento da comunidade [...]. É um elemento que pode ajudar a renovar zonas do interior de Portugal, percebendo a dimensão que a cultura tem enquanto património histórico, mas também valor económico de renovação de espaços e tradições, que pode trazer vida", indicou o antigo reitor da Universidade de Lisboa.

Até dezembro, Sampaio da Nóvoa diz que haverá "muitas conversas" para garantir que a recomendação se torne efetiva, embora as expectativas sejam "muito altas" tendo um parecer tão positivo por parte da comissão de técnicos independentes.

A candidatura portuguesa foi apresentada em março de 2018 e o promotor foi o Município de Macedo de Cavaleiros, em parceria com a Associação dos Caretos de Podence. O processo desta candidatura foi iniciado em 2014, com uma equipa técnica científica liderada por Patrícia Cordeiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório