Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Sexta edição do festival de cinema Olhares do Mediterrâneo começa hoje

O cinema que privilegia o olhar feminino sobre o mundo está em foco, a partir de hoje, no cinema São Jorge, em Lisboa, no âmbito da 6.ª edição do Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival.

Sexta edição do festival de cinema Olhares do Mediterrâneo começa hoje

Iniciativa do grupo Olhares do Mediterrâneo e do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), a 6.ª edição de Olhares do Mediterrâneo - Women's Film Festival, apresenta, de acordo com a organização, 40 filmes inéditos em Portugal e três estreias internacionais, entre os 55 filmes selecionados.

Na quinta-feira, na sessão oficial de abertura, é exibido 'Paradise Without People', da italiana Francesca Trianni, com a presença da realizadora e da montadora Loulwa Khoury.

Primeira longa-metragem documental da vídeo-jornalista da revista internacional Time, o filme acompanha duas mulheres oriundas da Síria que dão à luz no mesmo hospital grego, no auge da crise europeia dos refugiados, e a sua vida nos anos seguintes, através da maternidade, casamento e luta para procurar asilo.

A edição deste ano encerra a 03 de novembro com 'Freedom Fields', da líbia-britânica Naziha Arebi, um documentário filmado ao longo de cinco anos, que segue três mulheres e a sua equipa de futebol na Líbia pós-revolução, enquanto o país mergulha na guerra civil e as esperanças utópicas da Primavera Árabe começam a esvair-se.

Com obras provenientes de 30 países, entre os quais Portugal, na edição de 2019 sobressaem, em número, os filmes de países de língua árabe.

Do documentário ('Family in Exile', 'Like the Sun', 'Nar', 'Tahiti') à ficção ('Lollipop', 'Eyebrows'), estas obras inéditas em Portugal percorrem géneros tão distintos como o drama ('Black Mamba'), o humor ('Into Reverse', 'Flouty Express') ou a ficção científica ('Overcast').

Entre os filmes portugueses participantes, contam-se 'O termómetro de Galileu', uma longa-metragem de Teresa Villaverde, e 'A era das ovelhas', filme de animação de Sara Augusto, Eva Mendes e Joana Derosa, ambos na competição geral.

'Camel Toe', documentário de Alexandra Barbosa, e 'Flor de Lótus', documentário de Ana Paula Junqueira, Maria Clara Norbachs e Marisa Alves Pedro, integram a secção competitiva Começar a Olhar, dedicada a obras feitas em contexto escolar ou de formação.

Fora de competição vão ser exibidos 'Mayday', de Miguel Gaspar, e 'Um Ramadão em Lisboa', de Amaya Sumpsi, Carlos Lima, Catarina Alves Costa, Joana Lucas, Raquel Carvalheira, e Teresa Costa.

A programação paralela desta 6.ª edição integra a exposição fotográfica 'Finding Home', de Lynsey Addario e surgiu na sequência de um projeto multimédia vencedor do 1.º prémio na categoria 'Innovative Storytelling' da World Press Photo 2018.

Este projeto resultou da colaboração entre Lynsey Adario, Francesca Trianni e Loulwa Khoury e as três autoras marcam presença nesta edição do festival, onde a realizadora de "Paradise Without People" realiza uma ‘masterclass’ sobre ‘digital storytelling’.

A programação inclui ainda mesas-redondas, conversas, oficinas de cinema e teatro para adultos e crianças e concertos, entre outras iniciativas.

O Olhares do Mediterrâneo - Women's Film Festival promove a exibição de filmes feitos por mulheres oriundas do Mediterrâneo, ou que trabalhem em países mediterrânicos, com o objetivo de divulgar o papel da mulher na criação cinematográfica.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório