Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Mercado com peças criativas de mais de 40 artesãos dá "cor" a Évora

Produtos de autor nas áreas do design, decoração, moda, cerâmica, joalharia e gourmet vão dar "cor" à 3.ª edição do Évora Creative Market, um mercado urbano que reúne, sexta-feira e sábado, mais de 40 artesãos.

Mercado com peças criativas de mais de 40 artesãos dá "cor" a Évora
Notícias ao Minuto

19:40 - 18/09/19 por Lusa

Cultura Évora

A iniciativa, que se realiza pelo 3.º ano consecutivo, é promovida pela Fundação Eugénio de Almeida (FEA) e tem lugar na sede desta instituição, o Páteo de São Miguel, localizado na zona do antigo castelo da cidade de Évora.

Nestes dois dois dias - o certame arranca às 18h30 de sexta-feira e encerra às 00h00 de sábado, o Páteo de São Miguel "abre as suas portas à criatividade" através do mercado urbano que, nesta edição, tem como tema "Património, Tradição e Criatividade", destacou hoje a FEA.

A mostra "reúne mais de 40 artesãos, nacionais e estrangeiros, os quais, através de abordagens conceptuais originais, dão forma a peças de caráter decorativo e utilitário que se destacam pelo seu traço contemporâneo, ao incorporarem ou revisitarem, de forma irreverente, o saber-fazer tradicional", explicou a organização.

Segundo a fundação, "numa época marcada pelo caráter industrial, tecnológico e massificado dos objetos que dominam" o quotidiano, o Évora Creative Market "dá destaque ao que é singular".

O foco são as "peças que têm como grande denominador comum o tempo dedicado à sua conceção e elaboração para que, no final, resultem objetos únicos e diferenciados, como os que estão presentes nesta mostra", sublinhou.

Os visitantes deste mercado urbano podem apreciar ou adquirir "produtos de autor, originais e criativos", nas áreas do design, decoração, moda, cerâmica, joalharia e 'gourmet'.

O evento, segundo os promotores, tem também como objetivo a "dinamização do espaço urbano" e a "valorização do património da cidade", neste caso concreto, do secular Paço de São Miguel (ou Páteo de São Miguel), classificado como Monumento Nacional e "um exemplar raro do Renascimento em Portugal".

"Constitui, pela sua relevância artística e arquitetónica, um excelente 'pano de fundo' não só para os projetos que estarão presentes nesta mostra, mas também para o programa diversificado de atividades paralelas que animará os dois dias do certame", afiançou a fundação.

A música marca presença no programa paralelo, com concertos do trio Oxibah, formado por Diogo Guanabara (bandolim), Djâmen Farias (guitarra) e Rogério Pitomba (bateria), na sexta-feira, e, no dia seguinte, de Buba Espinho e da cantora Márcia.

Oficinas de olaria, de tecelagem e de cestaria, desportos radicais, gastronomia e 'street food' são outras das propostas.

O tema "Património, Tradição e Criatividade" vai ainda ser abordado em vários momentos de conversa, com a participação de convidados como João Videira (Marca João Bruno Design), Mizette Nielsen (Fábrica Alentejana de Lanifícios), Hugo Guerreiro (diretor do Museu Municipal de Estremoz) e Jorge da Conceição (barrista, com longa tradição familiar ligada aos "Bonecos de Estremoz").

Segundo a organização, também é possível apreciar nos jardins uma mostra de peças do projeto João Bruno Design, da autoria de João Videira, patente visitável até dia 29 deste mês.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório