Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2019
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Instituto francês do audiovisual revela inédito de Miles Davis

O Instituto Nacional do Audiovisual de França (INA) publicou hoje imagens inéditas do trompetista norte-americano Miles Davis, filmadas em Paris, em 1957, que constituem "a mais antiga" sequência filmada conhecida do precursor do 'cool', segundo a instituição.

Instituto francês do audiovisual revela inédito de Miles Davis
Notícias ao Minuto

22:45 - 06/09/19 por Lusa

Cultura Miles Davis

um tesouro que acaba de ser descoberto", escreve o INA, na página de abertura do seu 'site', onde publicou a sequência de três minutos e 57 segundos, que envolve o quinteto do trompetista de jazz, com o qual tinha acabado de gravar a banda sonora do filme 'Ascensor para o Cadafalso' ('Ascenseur pour l'échafaud'), de Louis Malle.

A imagem mostra um cenário lunar, com Miles Davis no lado esquerdo do ecrã, acompanhado do contrabaixista Pierre Michelot e do baterista Kenny Clarke, à sua direita, dando ao saxofonista Barney Wilen e ao pianista René Urtreger o protagonismo dos solos, antes de subir a primeiro plano para concluir a composição.

De acordo com o INA, esta sequência foi "filmada em 07 de dezembro de 1957, por Jean-Christophe Averty", para a emissão especial de natal do programa de variedades Clair de Lune, da Rádio Televisão Francesa (RTF), emitido em 25 de dezembro desse ano.

O filme, no formato de 16 mm, foi encontrado "durante um inventário no centro de conservação do INA" e depois digitalizado para ser disponibilizado no 'site' do instituto, lê-se na sua página.

Esta sequência é não só "a mais antiga que se conhece de Miles Davis" em televisão, segundo o conservador do INA para a área do jazz, Pascal Rozat, como é também o único conjunto de imagens a mostrar em ação o célebre quinteto francês do criador de 'The Birth of the Cool', no desenvolvimento completo de um tema, como destaca o 'site' do instituto.

Em declarações à agência France-Presse, Rozat lembrou que Miles Davis, então com 31 anos, já tinha aparecido anteriormente em programas da televisão norte-americana, mas essas imagens nunca foram preservadas. Na altura, a maioria das emissões televisivas era feita em direto e as gravações, quando existiam, nem sempre eram mantidas.

Há uma sequência de Miles Davis exibida em 19 de dezembro de 1957 e "apresentada como uma gravação autêntica da música do filme" de Malle, mas trata-se, na verdade, de "uma recriação posterior", explicou Pascal Rozat à agência francesa de notícias.

O programa de televisão agora encontrado, além de Miles Davis, inclui os cantores Juliette Gréco, Paul Braffort e Giani Esposito.

Nascido em maio de 1926, em Alton, no Ilinois, Estados Unidos, Miles Davis morreu em setembro de 1991, em Santa Mónica, Califórnia, protagonizando quase todas as correntes do jazz da segunda metade do século XX, e legando álbuns como 'In a Silent Way', 'Kind of Blue', 'Miles Ahead', 'Porgy and Bess' e 'Bitches Brew'.

Atuou por quatro vezes em Portugal. A primeira, em novembro de 1971, para abrir o primeiro festival Cascais Jazz, a segunda, em abril de 1989, para atuar no Coliseu de Lisboa e, por fim, em março de 1991, poucos meses antes da morte, para atuar no Coliseu do Porto, primeiro, e no Coliseu de Lisboa, por fim.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório