Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Museu de Etnologia encerrado para obras até 15 de setembro

A exposição permanente do Museu Nacional de Etnologia, em Lisboa, está encerrada desde terça-feira e até 15 de setembro devido a obras no pavimento, anunciou hoje a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).

Museu de Etnologia encerrado para obras até 15 de setembro
Notícias ao Minuto

11:58 - 05/09/19 por Lusa

Cultura Museu de Etnologia

A exposição permanente do museu não estará acessível ao público até àquela data devido a obras de reparação no pavimento de duas salas de exposição, indica o 'site' da DGPC.

No entanto, adianta que haverá acesso gratuito às duas reservas visitáveis do museu, as Galerias da Vida Rural e as Galerias da Amazónia.

Durante este período, estas duas áreas encontrar-se-ão acessíveis ao público, em regime de visita para grupos de até 30 pessoas.

As Galerias da Vida Rural e às Galerias da Amazónia serão realizadas às terças-feiras, das 14:00 às 15:30 e das 16:00 às 17:30, e de quarta-feira a domingo, das 10:30 às 12:00, e das 14:00 às 15:30, e das 16:00 às 17:30.

Durante este período, encontra-se igualmente aberta ao público a Biblioteca/Mediateca, no horário normal, de segunda a sexta-feira.

O acervo do Museu Nacional de Etnologia reúne objetos oriundos de diversas partes do mundo, nomeadamente, na exposição permanente, DE um teatro de sombras de Bali, bonecas do sudoeste de Angola, tampas de panelas com provérbios de Cabinda, máscaras e marionetas do Mali, e instrumentos musicais populares Portugueses, entre outras peças.

O edifício onde o museu se encontra atualmente foi inaugurado em 1976 e desenhado pelo arquiteto António Saragga Seabra, um espaço que permitiu, na altura, concretizar o programa museológico definido por Jorge Dias e os seus colaboradores, resultado de investigação antropológica.

Em 2000, sob proposta do então diretor, Joaquim Pais de Brito, o arquiteto Eduardo Trigo de Sousa criou um projeto de ampliação do edifício, dando origem a um novo espaço de biblioteca/mediateca, duas novas áreas de reserva e o jardim envolvente.

As novas reservas, as Galerias da Vida Rural, e as Galerias da Amazónia foram inauguradas, respetivamente, em 2000 e 2006.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório