Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2019
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 21º

Edição

Ministério da Cultura e Governo dos Açores desenvolvem projeto para artes

O Ministério da Cultura e o Governo dos Açores vão desenvolver em 2020 um projeto para as áreas das artes visuais, performativas e cinema, visando, entre outros objetivos, desenvolver residências artísticas, foi hoje anunciado.

Ministério da Cultura e Governo dos Açores desenvolvem projeto para artes
Notícias ao Minuto

18:44 - 14/07/19 por Lusa

Cultura Arte

O projeto, que integra o Plano Nacional das Artes (PNA), pretende, segundo a nota de imprensa enviada à Lusa, além do desenvolvimento de residências artísticas, a formação e programação, a organização de exposições, o acompanhamento de artistas e projetos emergentes, assegurando-se a acessibilidade dos públicos em idade escolar a projetos artísticos.

O anúncio do projeto foi feito na sequência de uma visita ao Centro de Artes Contemporânea Arquipélago, na Ribeira Grande, ilha de São Miguel, por parte de Graça Fonseca, que foi acompanhada pelo secretário regional de Educação e Cultura, Avelino Meneses.

O Plano Nacional das Artes, de acordo com o ministério da Cultura, assegura o "cumprimento dos objetivos principais de defesa da acessibilidade dos públicos em idade escolar", a par da colaboração entre instituições dos diferentes níveis da Administração Pública e as parcerias com entidades privadas.

Estas parcerias são consideradas "fundamentais para assegurar a coesão territorial, a descentralização dos projetos artísticos e a circulação de obras e artistas".

De acordo com a nota do gabinete da ministra, com esta iniciativa pretende-se "estreitar as relações de cooperação" nas áreas da cultura e da educação, assegurando uma "oferta mais integrada e uma intervenção mais sustentada, com o objetivo de potenciar e aprofundar as relações artísticas e de programação já existentes".

A ministra da Cultura esteve dois dias nos Açores, tendo visitado sábado várias iniciativas no âmbito do Festival Walk&Talk, que se realiza anualmente na ilha de São Miguel.

Graça Fonseca destacou o facto de o festival Walk&Talk ter vindo ao longo dos anos a crescer, "agregando o território e as pessoas" da região.

A ministra declarou aos jornalistas, em Ponta Delgada, que já visitou várias galerias e espaços de exposição que "não existiam antes" do festival, sendo este um "bom exemplo de impacto territorial".

O PNA, segundo a tutela, terá um financiamento anual até 500 mil euros e irá funcionar em parceria com outros planos, na área do cinema, livro, bibliotecas e museus, para levar as artes sobretudo às escolas e às comunidades de todo o país.

Em junho, na apresentação do plano, Graça Fonseca sublinhou a importância das propostas do plano, nomeadamente a criação de um Índice de Impacto Cultural das Organizações, "para medir o impacto cultural como se mede o impacto ambiental".

Na mesma ocasião, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, referiu que o PNA vai começar a ser concretizado já no próximo ano letivo, que tem início em setembro.

Dividido em três eixos essenciais - 'Política Cultural', 'Capacitação' e 'Educação e Acesso' - o PNA tem como lema 'Para todos, com cada um', e assenta em palavras-chave como inclusão, participação e compromisso.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório