Meteorologia

  • 21 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Festival de Artes de Coimbra com bailado inspirado na poesia de Sophia

A poesia de Sophia de Melo Breyner é a inspiração do bailado "Tudo Quando Vi", pela companhia Dança em Diálogos, que se estreia em Coimbra, no dia 23, no âmbito do 11.º Festival de Artes.

Festival de Artes de Coimbra com bailado inspirado na poesia de Sophia
Notícias ao Minuto

12:06 - 08/07/19 por Lusa

Cultura Dança

"Vamos expressar em movimento a poesia de Sophia", disse hoje à agência Lusa o coreógrafo Fernando Duarte, diretor artístico da Dança em Diálogos.

A companhia selecionou "meia dúzia de poemas" de Sophia, que "serão transpostos para o palco através do movimento dos corpos".

No entanto, a companhia quer ir mais longe do que a mera representação plástica da poesia, propondo também uma descoberta dos métodos de escrita e das fontes de inspiração da escritora.

A atuação dos quatro bailarinos em palco decorrerá ao som de compositores portugueses como Lopes Graça ou Luís Tinoco, com os quadros a serem ligados por peças de Bach, o compositor preferido da autora de "A menina do mar". Um dos poemas será lido através de linguagem gestual.

"Sophia gostava de bailado e estudou dança. Este espetáculo é uma celebração, que não está diretamente ligada ao centenário [do nascimento da autora], porque acreditamos que a poesia de Sophia deve ser celebrada todos os dias", garante o coreógrafo.

Organizado pela Fundação Inês de Castro, o festival decorre em Coimbra entre os dias 19 e 28 e vai assinalar os centenários dos poetas Jorge de Sena e Sophia de Mello Breyner Andresen.

A organização celebra os 100 anos do nascimento de Jorge de Sena com a realização, no dia 20, de uma iniciativa intitulada "Jorge de Sena - Viagem literária entre Coimbra e Figueira da Foz", inspirada na vida e na obra do poeta, ficcionista, crítico literário e tradutor, exilado durante vários anos no Brasil e nos Estados Unidos, país onde lecionou, na Universidade da Califórnia, e onde morreu, em 1978.

Promovido pela Fundação Inês de Castro e pela Quinta das Lágrimas, com apoio e em parceria com a Câmara e a Universidade de Coimbra (UC), entre diversas entidades, o Festival das Artes prolonga-se por dez dias, sob o mote "Luz e Sombra", incluindo sete ciclos com 28 eventos, em áreas como música, gastronomia, dança e artes visuais, entre outras.

Entre várias outras, o programa inclui as atuações da Macao Youth Symphony Orchestra, no dia 24, e da banda de Salvador Sobral e Victor Zamora, no dia 25.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório