Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Mais de cem músicos vão participar no Festival de Jazz de Viseu

Mais de cem músicos vão participar, em julho, no Festival de Jazz de Viseu, que promete uma grande diversidade de estilos, com o objetivo de convocar a comunidade para o Parque Aquilino Ribeiro e outros pontos da cidade.

Mais de cem músicos vão participar no Festival de Jazz de Viseu
Notícias ao Minuto

22:00 - 28/05/19 por Lusa

Cultura Música

Organizado pela Gira Sol Azul, o festival 'Que jazz é este?' decorrerá de 24 a 28 de julho, e quer "contaminar" as pessoas um pouco por toda a cidade.

Ana Bento, da Gira Sol Azul, disse hoje, em conferência de imprensa, que o festival tem dois eixos: "O da formação, da criação artística e da profissionalização musical", e o da "convocatória aberta à comunidade em geral e não apenas a um nicho específico".

"Cada vez mais vincamos este nome 'Que jazz é este?' precisamente pela diversidade que conseguimos incluir na programação, quer em termos de concertos, quer de outras atividades", sublinhou, lembrando que o festival vai na sétima edição, mas o 'workshop' de jazz já contabiliza uma dúzia de anos.

O festival contará com cinco concertos internacionais, onze nacionais e oito que se realizam fora de palcos.

No chamado palco da relva do Parque Aquilino Ribeiro, será possível assistir ao concerto do Coletivo Gira Sol Azul, acompanhado do baterista Roger Biwandu e do cantor R!X.

Segundo Joaquim Rodrigues, da organização, à semelhança de outros anos, este concerto surge de um desafio lançado "a músicos de grande renome internacional" para tocarem com um coletivo de músicos da cidade.

"Tem sido uma aposta que tem corrido muito bem do ponto de vista artístico e pessoal dos músicos", frisou.

No palco da relva, será possível também ouvir "o Soweto Kinch Trio, um dos precursores da fusão do hip hop com o jazz em Inglaterra", e "Munir Hossn, que é um multi-instrumentista brasileiro, um cidadão do mundo", acrescentou.

Na Pousada de Viseu e no Hotel Grão Vasco acontecerão concertos "mais pequenos e mais intimistas", com Pedro Neves e Mariana Vergueiro, e com Ricardo Coelho, respetivamente, acrescentou.

Ana Bento avançou que, dentro da lógica de "fomentar e promover a profissionalização de jovens músicos na região de Viseu", um dos pontos altos do programa será uma sinfonia de Leonardo Outeiro inspirada na obra "O rapaz que chutava porcos".

Intitulada 'Oh yes, pigs can fly - if you quick them hard enough', esta será uma sinfonia "num formato clássico, com influência jazz, com um contexto um bocado cinematográfico", explicou aos jornalistas o próprio Leonardo Outeiro.

No dia 24 de julho, o concerto de abertura irá realizar-se no Museu Grão Vasco, ficando a cargo do pianista francês Jean-Michel Pilc e do músico galego Xose Miguélez.

Durante o festival, haverá ainda concertos dos Triciclo Vivo, dos Centauri, dos Cactus Truck e dos Terra Livre, entre outros.

Ana Bento explicou que houve a preocupação "de ir ao encontro das pessoas e não estar só à espera daquelas que já gostam de música e que se preocupam em fazer parte dela".

É nesse âmbito que se vão realizar as rubricas Jazz na Rua, Jazz nas Varandas e Doutor Jazz. A última levará músicos vestidos de médicos ao Departamento de Psiquiatria e ao Serviço de Pediatria do Hospital de Viseu.

Também a Rádio Rossio vai continuar a emitir a partir de uma 'roulotte' instalada no Parque Aquilino Ribeiro, com 36 horas de emissão e 19 radialistas.

"Uns são mesmo radialistas profissionais no ativo, outros músicos com alguma experiência em rádio, outros são só mesmo curiosos ligados à música", que terão vários programas na Rádio Rossio, disse Ana Bento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório