Meteorologia

  • 23 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

D' Os Azeitonas ao stand-up comedy. Marlon conta como virou humorista

Artista contou ao Notícias ao Minuto como correu o espetáculo no Porto e revelou o que os fãs podem esperar do show agendado para Lisboa.

D' Os Azeitonas ao stand-up comedy. Marlon conta como virou humorista
Notícias ao Minuto

18:38 - 16/05/19 por Natacha Nunes Costa 

Cultura Humor

O vocalista d’ Os Azeitonas, Marlon, estreou-se no stand up comedy em fevereiro, com um espetáculo na Invicta. Três meses depois, o artista volta a pisar o palco como humorista, para um novo show no Porto, no dia 19 de maio, no Hotfive Uptown. Dois dias depois, a 21 de maio, é a vez de Lisboa receber ‘Entertimento’Zero’ (sim, o erro é propositado).

Na capital, o músico vai atuar a solo no Teatro Villaret. Ao longo de cerca de uma hora, Marlon irá apresentar o seu ponto de vista sobre variadíssimos assuntos e partilhará ainda dúvidas e inquietações.

Se já está convencido, os bilhetes já estão à venda e custam 12 euros. Se ainda está apreensivo, leia a entrevista que Marlon deu ao Notícias ao Minuto.

Já apresentou o espetáculo 'Entertimento' Zero' no Porto e chega agora a Lisboa. Como é que correu na Invicta? É um registo completamente diferente do qual os seus fãs estão habituados a vê-lo…

Correu estranhamente bem. Tinha texto para uma hora, acabou por se esticar mais 20 minutos e o público não se queixou. Sim, quem me conhece dos palcos com banda foi ver algo totalmente diferente e por isso mesmo iam com bastante curiosidade e apreensão, até, segundo os próprios me contaram no final.

Como é que surgiu o stand-up na sua vida? Quando é que começou a perceber que tinha jeito para comediante?

Sempre fez parte da minha vida. Quem me conhece sabe disso e mesmo nos concertos há sempre humor. Por isso, foi algo natural e que já me tinham andando a chatear para fazer. O tempo foi passando e agora resolvi atacar a coisa.

Porquê um erro ortográfico no nome do espetáculo?

Este tipo de erros acontece todos os dias, principalmente no registo oral, e em alguns casos acabam por ser mais vezes usados do que a forma correcta. É bonito de ver e ouvir, e, normalmente, têm muita piada. É humor em estado puro e completamente inocente. Gosto de ver a nossa língua a ser transformada todos os dias. Isso é sinal de que ela está viva mesmo que erradamente. Isto também é cultura. Tenho uma lista deste tipo de pérolas.

Sobre o que é o espetáculo? As pessoas podem assistir mesmo ao quê?

Pensamentos soltos sobre todo o tipo de assuntos, nos quais se incluem figuras como o Paulinho Santos, Morgan Freeman, Dona Glória, David Fonseca, Pablo Escobar, Whitney Houston, entre outros. Temas do foro intestinal, divinal, musical, banal. Há jingles avulsos, três caixas de paté com sardinha, meio quilo de cebolas, um pacote de natas e mais, muito mais. Além do que eu não ainda não sei que vai acontecer.

E uma pergunta algo provocadora. Música ou stand up? E porquê...

Fácil! Os dois. Coabitam os dois. Um alimenta o outro e vice-versa. No fundo, sou alguém que se preocupa com a minha sustentabilidade e do planeta.

Além do espetáculo em Lisboa, no dia 21 de maio, tem mais shows agendados? Se sim, onde e quando?

Para já, e antes do Villaret, vou estar dia 19 de Maio no Hotfive Uptown, no Porto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório