Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Cristèle Alves Meira filmou 'Invisível Herói' a caminho de longa-metragem

A realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira prepara a primeira longa-metragem, mas pelo meio aconteceu-lhe um outro filme, a curta-metragem 'Invisível Herói', que integra o festival de Cannes e cujo protagonista conheceu num casting.

Cristèle Alves Meira filmou 'Invisível Herói' a caminho de longa-metragem
Notícias ao Minuto

12:46 - 11/05/19 por Lusa

Cultura Cinema

'Invisível Herói', selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes (França), é protagonizado por Duarte, um homem de 50 anos, cego, que gosta de cantar e que procura um amigo, Leandro, para quem compôs uma canção.

Cristèle Alves Meira contou à agência Lusa que fez esta curta-metragem por causa de Duarte Pina, um ator não profissional que conheceu há um ano, quando fazia um 'casting' para a primeira longa-metragem de ficção, que se prepara para rodar em Trás-os-Montes.

"Queria fazer um documentário-retrato sobre ele, mas ele detesta biografias e sugeriu que introduzíssemos uma ficção. [...] Estivemos a falar quase duas ou três horas, é muito curioso, gosta de teatro, de cinema, de artes, tem uma ligação intelectual muito forte", recordou a realizadora.

Decidiu, por isso, fazer uma ficção a meio caminho entre "um mundo imaginário e um mundo interior", ancorada em coisas reais da vida de Duarte Pina, como a incapacidade visual, uma certa fragilidade física, mas também um sentido de humor e jovialidade particulares.

'Invisível Herói', que teve estreia mundial esta semana no festival IndieLisboa, representa um regresso de Cristèle Alves Meira à Semana da Crítica, um dos programas paralelos do Festival de Cannes.

Foi lá que, em 2016, apresentou 'Campo de Víboras', segunda curta-metragem de ficção, e Cristèle Alves Meira considera que este regresso lhe permitirá mostrar "uma outra faceta" do seu cinema, porque 'Invisível Herói' "tem uma energia muito diferente, é mais leve, mais solar, a música tem um lugar diferente".

Estar em Cannes significa ainda um acompanhamento dos organizadores da Semana da Crítica do percurso da realizadora, a caminho da primeira longa de ficção.

Nascida em 1983 em Montreuil, Cristèle Alves Meira vive em Paris e tem raízes portuguesas entre Viana do Castelo e Trás-os-Montes, região à qual regressa várias vezes por ano para produzir azeite.

É lá que também rodará no verão de 2020 a longa-metragem 'Bruxa', que já teve por título 'Alma Viva'.

"Já me decidi que o filme será mais focado nas crenças de Trás-os-Montes, nesta coisa de bruxarias, da relação entre vivos e mortos", disse, referindo que a escrita do argumento está fechada e que conseguiu financiamento com coprodução entre Portugal, França e Brasil.

O Festival de Cinema de Cannes começa na terça-feira e a Semana da Crítica arranca no dia seguinte.

Além de 'Invisível Herói', naquele programa estará também a curta-metragem 'Dia de Festa', de Sofia Bost.

Na Quinzena de Realizadores, outro dos programas paralelos de Cannes, será exibida a curta-metragem 'Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre', de Gabriel Abrantes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório