Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Exposição de cartazes em Santiago de Compostela evoca 25 Abril

A inauguração da exposição 'Os Cartazes do 25 de Abril', na quinta-feira, em Santiago de Compostela, é um dos eventos do programa que vai assinalar, até dia 29, na capital da Galiza, os 45 anos da Revolução dos Cravos.

Exposição de cartazes em Santiago de Compostela evoca 25 Abril
Notícias ao Minuto

23:00 - 24/04/19 por Lusa

Cultura Revolução

uma exposição composta por 20 cartazes, um deles de um artista galego. Dos restantes, a maioria são de comissões organizadoras das comemorações, mas temos alguns assinados pelos autores, como Alexandre Kroner, João Abel Manta e Irene Ribeiro", afirmou, hoje à Lusa Olido Carnero, do núcleo da Associação José Afonso na Galiza (AJA-Galiza).

O responsável explicou que "um dos cartazes mais antigos data de 1975, sendo que a maioria são contemporâneos, desde os anos 2000 até à atualidade".

"Nota-se a evolução na mensagem que querem fazer passar. Nos mais antigos é mais combativa. Os mais recentes refletem um espírito mais comemorativo da data", sustentou Otilo Carnero.

Além da mensagem política e social, "a coleção permite ainda conhecer a evolução artística e das técnicas utilizadas nos cartazes, reflexo das tendências plásticas, sobretudo com o desenho digital".

A exposição, realizada em colaboração com a Fundação Granell, vai ser inaugurada na quinta-feira, pelas 17h00, numa sala situada no paço de Bendaña, na praça do Toural, onde José Afonso atuou em 1973, interpretando canções de intervenção política para uma plateia composta por estudantes de Santiago de Compostela.

A mostra, com curadoria da historiadora da arte Alba Silgo, vai estar patente até 05 de maio.

O programa comemorativo do 25 de Abril na Galiza, promovido pela segunda vez pela AJA Galiza, criada em 2018, apresentação de livros, concertos, cinema e arte gráfica.

"Há uma ligação muito forte dos galegos com o 25 de Abril e com Zeca Afonso. Todas as iniciativas que promovemos com essa temática tem bastante repercussão, até porque Zeca Afonso é muito conhecido e apreciado na Galiza. Ele passou e atuou muito nesta região e até morou aqui", explicou Otilo Carnero.

A Associação José Afonso nasceu em Setúbal, em 1987, apenas uns meses depois da morte do Zeca Afonso. Em janeiro de 2018, um movimento cívico decidiu criar a AJA Galiza, "uma associação autónoma, mas ligada diretamente à AJA originária, com o objeto de difundir os valores do Zeca Afonso na Galiza, e promover, a sul do Minho, a realidade social e cultural de Espanha".

O programa da AJA da Galiza inclui, na sexta-feira, pelas 17h00, em colaboração com a associação Gentalha do Pichel, a iniciativa "Zeca Afonso para crianças".

Trata-se da apresentação de um livro editado pelas escolas Semente, a cargo do seu responsável, Bruno Vilela, e do espetáculo de conta-contos musicado "A formiga no carreiro", de Rilo&Penadique.

Ainda na sexta-feira, mas a partir das 20h00, é exibido um documentário realizado por João Pires sobre a vivência de Zeca Afonso em Setúbal, com depoimentos de amigos e ex-alunos.

A partir das 21h30, o programa prevê uma ceia convívio e um concerto pela banda Os Meninos.

No dia 29, pelas 19h30, na livraria Couceiro, em Santiago de Compostela, será apresentado o livro-CD "José Afonso ao Vivo", que reúne dois concertos de José Afonso, gravados em 1968 em Coimbra e em 1980 em Carreço, Viana do Castelo, um vinil e um livro do jornalista Adelino Gomes.

O vinil inclui o concerto realizado em maio de 1968, no Teatro Avenida, em Coimbra, e o livro contextualiza os dois concertos.

A apresentação desta edição é acompanhada de um encontro com o editor José Moças, que publica a obra.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório