Meteorologia

  • 20 ABRIL 2019
Tempo
24º
MIN 22º MÁX 26º

Edição

Livro 'Confrarias' promove produtos nacionais e valoriza património

Duas colaboradoras da revista Sábado lançaram o livro 'Confrarias' depois de percorrerem 13 mil quilómetros, para registar as histórias detalhadas de 56 confrarias portuguesas em 250 páginas, com algumas das mais icónicas iguarias portuguesas.

Livro 'Confrarias' promove produtos nacionais e valoriza património
Notícias ao Minuto

15:06 - 12/04/19 por Lusa

Cultura Literatura

Marisa Cardoso, a fotógrafa do projeto, disse em declarações à Lusa que "tudo começou em 2017 quando surgiu um trabalho, em agosto, sobre confrarias gastronómicas".

Esta reportagem durou um dia e levou à visita de quatro confrarias portuguesas na região Centro.

Durante esse trabalho, Marisa Cardoso e Ana Catarina André, autoras do livro, perceberam o quão "interessante era tudo o que envolve o universo das confrarias".

"A preservação das tradições e a promoção dos produtos locais e das iguarias", sublinhou, justificando assim o motivo pelo qual decidiram avançar com este projeto.

Aliando o texto à fotografia, as autoras procuraram acompanhar os processos inerentes à preparação de cada uma das receitas ou produtos referentes a cada local.

De acordo com a fotógrafa, este é um livro que valoriza a gastronomia nacional e o património cultural, com um maior número de confrarias portuguesas e onde existe "mais espaço" para contar as suas histórias de forma detalhada.

O projeto, que levou as autoras a percorrer cerca de 13 mil quilómetros, ao longo de seis meses, para conhecer 56 confrarias portuguesas e divulgar as receitas e produtos do nosso país, retrata as "memórias das várias associações", indicou.

Ana Catarina André, jornalista, referiu que, em cada texto, procurou sempre "destacar o que é mais inédito em cada uma das confrarias".

"Na 'Confraria do Queijo Rabaçal' [que é um queijo da zona centro], contei a história da introdução do coalho artificial neste queijo", exemplificou.

Outro dos exemplos surge na 'Confraria da Pateira', onde além de descrever os seus pratos típicos, a jornalista procurou referir que na "Pateira de Fermentelos [que é a maior lagoa natural da Península Ibérica], é possível encontrar peixes com mais de um metro".

De acordo com Ana Catarina André, no livro "existe um conjunto de pormenores que, jornalisticamente, enriquecem a história e ajudam as pessoas a perceber as particularidades destes locais e produtos".

Entre outros exemplos também mencionados pela autora, é destacado o "trabalho notável de preservação dos produtos" por parte das confrarias.

O Butelo com Casulas [prato típico de Trás-os-Montes], que "era um prato que estava quase a desaparecer" e que, há uns tempos, "quem fosse visitar o local teria de encomendar o prato com 15 dias de antecedência", hoje, "com o grande trabalho de promoção e divulgação por parte da confraria, se alguém for a Bragança, pode comer este prato", explicou.

"Este é um livro que está centrado no trabalho que as confrarias gastronómicas fazem na preservação destes produtos e alia a história do produto à história da confraria", esclareceu a autora.

Esta edição de autor contou com a colaboração da Federação Portuguesa de Confrarias Gastronómicas (FPCG) e tem o preço de 25 euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório