Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Terras Sem Sombra mostra em Olivença obra de peças para viola da gamba

O álbum dedicado ao primeiro livro de peças para viola da gamba do compositor francês Jacques Morel vai ser apresentado em estreia no sábado, em Olivença, Espanha, no 5.º concerto do Festival Terras Sem Sombra.

Terras Sem Sombra mostra em Olivença obra de peças para viola da gamba
Notícias ao Minuto

11:56 - 21/03/19 por Lusa

Cultura Música

O concerto "Uma Viagem Imaginada: Suítes Francesas para Viola da Gamba", o segundo do festival em Espanha, vai decorrer no sábado à noite na igreja de Santa Maria do Castelo, na cidade de Olivença, na província de Badajoz, região da Extremadura.

Segundo a organizadora do festival, a associação Pedra Angular, o concerto vai reunir "quatro dos maiores intérpretes de música barroca da atualidade", nomeadamente Sofia Diniz e Holger Faust-Peters (viola da gamba), Josep Maria Martí Duran (tiorba) e Fernando Miguel Jalôto (cravo).

No concerto, os músicos vão apresentar, "em estreia absoluta", o álbum "Lyre d'Apollon", que é dedicado ao primeiro livro de peças para viola da gamba de Jacques Morel e que será lançado por uma editora alemã.

Além do concerto, a passagem do festival deste ano por Olivença, no âmbito do seu programa de património e biodiversidade, vai incluir duas visitas, uma por aquela "mítica cidade raiana", no sábado, e outra dedicada à biodiversidade da Serra de Alor.

A visita por Olivença, "que não renunciou à tradição lusa" e é "um símbolo de convivência e diálogo de culturas", vai decorrer no sábado à tarde para dar a conhecer os pilares da história local, os principais monumentos e outros aspetos marcantes do património da cidade e do quotidiano das suas gentes.

Já a visita no domingo de manhã pretende dar a conhecer a biodiversidade da Serra de Alor, um "lugar-chave" do município de Olivença.

A serra, que atinge 600 metros de altitude, possui "densas manchas" de montado e olivais e zonas de mato, onde há "tesouros botânicos", nomeadamente espécies raras, como a peónia, conhecida na região como rosa-albardeira, e mais de 15 espécies distintas de orquídeas.

A vegetação da serra "protege o solo fértil", "sustenta uma notável atividade pecuária" e "é um paraíso para o porco ibérico, mas também para os gados bovino, caprino e ovino, a caça e as abelhas".

O 15.º Festival Terras Sem Sombra, sob o título "Sobre a Terra, sobre o Mar - Viagem e Viagens na Música (Séculos XV-XXI)", tem os Estados Unidos da América como país convidado e decorre até dia 07 de julho em 13 concelhos do Alentejo e da região espanhola de Extremadura.

O Baixo Alentejo e o litoral alentejano são a "geografia tradicional" do festival, que este ano se alarga e chega ao Alentejo Central, Alto Alentejo e à Extremadura espanhola.

Este ano, o festival inclui 50 atividades, entre concertos, visitas a património, ações de salvaguarda de biodiversidade e conferências, nos concelhos de Vidigueira, Serpa, Reguengos de Monsaraz, Valência de Alcântara, Olivença, Beja, Elvas, Cuba, Ferreira do Alentejo, Odemira, Barrancos, Santiago do Cacém e Sines.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório