Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Semana Cultural da Universidade explora caminhos inovadores em Coimbra

A 21.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC) apresenta caminhos inovadores em mais de 100 iniciativas que decorrerão em diferentes espaços da cidade entre 01 de março e 12 de abril.

Semana Cultural da Universidade explora caminhos inovadores em Coimbra
Notícias ao Minuto

16:40 - 21/02/19 por Lusa

Cultura Iniciativa

A Orquestra Académica da UC protagoniza o concerto de abertura, intitulado "Velhos e novos caminhos", na esteira de "compositores d'aquém e d'além mar", navegando "pela rota traçada" pelo compositor checo Antonín Dvorák (1841-1904), "na sua demanda pela descoberta do Novo Mundo".

Coincidindo com a comemoração do Dia da Universidade, 01 de março, data em que o novo reitor, Amílcar Falcão, e a sua equipa tomam posse, o Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV) acolhe, às 21:30, a formação liderada por André Granjo, coadjuvado por Tiago Oliveira e Leandro Alves, como maestros convidado e assistente, respetivamente.

No final de um dia preenchido com outras realizações culturais, a Orquestra Académica propõe-se "explorar caminhos queridos de aquém e de além-mar", disse hoje o vice-reitor Luís Filipe Menezes, na cerimónia de apresentação da Semana Cultural da Universidade de Coimbra.

Conhecida como "Sinfonia do Novo Mundo", a sinfonia número 9 em mi menor foi composta por Dvorák, em 1893, quando este estava nos Estados Unidos da América.

Na conferência de imprensa, na estufa do Jardim Botânico da UC, Luís Filipe Menezes destacou igualmente a realização da gala solidária "Labirintos", no dia 12 de março, às 21:30.

A gala, no TAGV, visa "ajudar os que mais precisam", revertendo desta vez as receitas para a Associação Recriar Caminhos, uma instituição particular de solidariedade social (IPSS) de "apoio ao desenvolvimento vocacional, formação e inclusão de pessoas com esquizofrenia", disse.

Raquel Ralha & Pedro Renato e Jigsaw associam-se ao evento com "uma viagem sonora um pouco diferente", adiantou o vice-reitor, a propósito dos "imaginários e caminhos trilhados nos seus labirintos interiores".

"Fazer um evento desta dimensão, com tão pouco dinheiro, é algo fantástico", sublinhou.

O orçamento da edição deste ano da Semana Cultural da Universidade ronda os 60 mil euros.

Luís Filipe Menezes lembrou que o município de Coimbra está a preparar a sua candidatura a Capital Europeia da Cultura, em 2027.

Neste processo, traçado "também com estas iniciativas", a cidade e a Universidade "têm de caminhar de mãos dadas", defendeu.

A Semana Cultural prolonga-se até 12 de abril, dia em que encerra, no TAGV, às 21:30, com o espetáculo de dança "Odeio este tempo detergente", que tem direção artística de Ana Nave.

Na cerimónia, intervieram também Fernando Matos Oliveira, diretor do Teatro Gil Vicente, e Luís Coutinho, em representação do Banco Santander Totta, que patrocina o programa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório