Meteorologia

  • 26 MARçO 2019
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 21º

Edição

'Synonymes' de Nadav Lapid venceu Urso de Ouro do Festival de Berlim

O filme 'Synonymes', do israelita Nadav Lapid, venceu o Urso de Ouro da 69.ª edição do Festival de Cinema de Berlim, que termina no domingo, foi hoje anunciado.

'Synonymes' de Nadav Lapid venceu Urso de Ouro do Festival de Berlim
Notícias ao Minuto

20:59 - 16/02/19 por Lusa

Cultura Cinema

O júri, presidido pela atriz francesa Juliette Binoche, decidiu atribuir a distinção máxima do festival ao filme que conta a história de um jovem israelita que rejeita o seu país e a sua língua, para viver em Paris.

O realizador afirmou hoje, ao receber o prémio em Berlim, que o filme poderá criar "um escândalo em Israel". "Espero que as pessoas entendam que a fúria, a raiva, a hostilidade, o ódio e o desprezo só acontecem entre irmãos e irmãs, quando há um forte apego e fortes emoções", disse o cineasta, citado pela Agência France Presse.

O Prémio Especial do júri foi para 'Grâce a Dieu', do francês François Ozon, que denuncia no filme o silêncio com que a igreja católica oculta os casos de pedofilia no seu seio e baseia a história num caso real ocorrido em França.

Os prémios para melhor interpretação, masculina e feminina, distinguiram dois atores do filme 'Di jiu tian chang', do chinês Xiaoshuai Wang: o chinês Wang Jingchun e a chinesa Yong Mei.

No filme, sobre o impacto da política do filho único na China, Yong Mei e Wang Jingchun interpretam um casal marcado pela perda de um filho, num filme que se passa entre as décadas de 1980 e de 2010.

A alemã Angela Schanelec recebeu o Urso de Prata para melhor realização por 'Ich war zuhause, aber'.

'Os meninos da Camorra', de Claudio Giovannesi, baseada no livro homónimo do jornalista italiano Roberto Saviano, foi distinguido com o prémio de melhor argumento.

O Urso de Ouro de melhor curta-metragem, prémio ao qual concorria 'Past Perfect', do português Jorge Jácome, foi atribuído ao filme alemão 'Umbra', de Florian Fischer e Johannes Krell.

O Urso de Prata de melhor curta-metragem foi para 'Blue Boy', do argentino Manuel Abramovich.

A 69.ª edição do Festival de Cinema de Berlim é a última sob direção de Dieter Kosslick, que abandona o cargo ao fim de 18 anos e a quem foi feita uma ovação no início da cerimónia de entrega dos prémios.

'Past Perfect' era o único filme português na programação principal do certame.

No programa paralelo do festival foram exibidos 'A portuguesa', de Rita Azevedo Gomes, e 'Serpentário', a primeira longa-metragem de Carlos Conceição,

No programa paralelo Forum, no Forum Expanded, foram exibidas as produções portuguesas 'Fordlandia Malaise', de Susana Sousa Dias, e 'A Story from Africa', de Billy Woodberry.

No European Film Market, um mercado de cinema e audiovisual que acontece durante o festival, foi exibida a série de televisão portuguesa 'Sul', realizada por Ivo M. Ferreira, que se estreia em setembro na RTP.

Além disso, o projeto 'Aurora', de João Vieira Torres, foi exibido no DOC Station do programa paralelo Berlinale Talents, no qual participaram também a distribuidora e programadora Susana Santos Rodrigues, o ator Mauro Soares e o realizador Gonçalo Almeida.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório